Top Ad
Millenium Bim
www.bimcom
A sua banca aqui consigo
Matola Gas Company
www.mgc.com
A força da energia limpa moçambiana!

Investigar e usar línguas nacionais nas instituições

Published in Cultura
quinta, 24 maio 2018 07:43
Rate this item
(0 votes)

A adopção das línguas nacionais no ensino e do seu uso pelos serviços públicos e privados exige dos investigadores um estudo permanente das mesmas, bem como a actualização constante das dinâmicas que nelas se assistem.

Este repto foi lançado ontem pela Ministra da Educação e Desenvolvimento Humano, Conceita Sortane, durante a abertura do IV Seminário sobre Padronização da Ortografia de Línguas Moçambicanas, evento que decorre na Universidade Eduardo Mondlane (UEM), em Maputo.
Cabe ainda aos investigadores, disse Sortane, proceder ao levantamento e aprimoramento do seu vocabulário, da sua descrição, bem como a explicação da sua gramática e, ainda, a padronização da sua ortografia, que é o garante da sua cientificidade e consequente evolução.
Ciente da importância de um seminário desta dimensão, que junta várias personalidades com interesse na matéria, a governante espera que o encontro seja um epicentro de aprimoramento e harmonização do código da escrita, “tendo em conta as diferentes especificidades que os sistemas de sons das nossas línguas apresentam, para a consolidação da escrita nas nossas línguas.”
A ministra quer ainda que os resultados do seminário venham a impulsionar, cada vez mais, o papel que as línguas moçambicanas ocupam, especificamente no domínio da educação, administração pública, justiça, comunicação social, entre outros.
Até porque, anota a governante, o sucesso do ensino bilingue, em franca expansão em vários pontos do país, depende, em grande medida, do estabelecimento e padronização de normas de escrita das línguas moçambicanas.
“É importante que os investigadores aconselhem o Governo sobre a política linguística mais apropriada e inclusiva a ser adoptada, para que mais concidadãos nossos possam participar na vida política, social e económica, contribuindo activamente para o desenvolvimento do país.”
Com efeito, Conceita Sortane anota que o reconhecimento dispensado às línguas moçambicanas, pelo relevante papel que exercem na dinâmica do desenvolvimento a todos os níveis, é reconhecido pelo Estado, fazendo-o constar, primeiro, na Constituição da República de Moçambique de 1990, especificamente no número 2, do artigo 5, onde refere que “O Estado valoriza as línguas nacionais e promove o seu desenvolvimento e utilização crescente como línguas veiculares e na educação dos cidadãos.”
O mesmo valor foi, posteriormente, consolidado na Constituição da República de Moçambique de 2004, que, no seu artigo 9, realça que “o Estado valoriza as línguas nacionais como património cultural e educacional e promove o seu desenvolvimento e utilização crescente como línguas veiculares da nossa identidade.”
Esta acção reafirma, segundo a ministra, a contribuição das línguas moçambicanas na formação e consolidação da identidade moçambicana e, paralelamente, criando condições necessárias para a sua promoção.
Já o Reitor da Universidade Eduardo Mondlane, Orlando Quilambo, quer que este fórum continue representando a plataforma ideal de sugestão de soluções para os desafios que o país ainda enfrenta no capítulo das línguas moçambicanas.
Considerando ser esta uma plataforma ideal de reflexão sobre os passos a dar, Orlando Quilambo anota que o mesmo deve servir para cimentar as bases que possam levar Moçambique a estar no mesmo nível que outros país da região austral de África que usam as línguas bantu, como meio de instrução e de disseminação da ciência.
Por seu turno, o representante da UNESCO em Moçambique, Djaffar Moussa-Elkadhum, desafiou os membros do Parlamento e das assembleias provinciais a usarem as línguas moçambicanas nas suas sessões. (RM /Notícias)

Read 797 times

Escolha do editor

Publicidade

Cultura

Músicos defendem continuação da venda de discos e CD’s

Músicos defendem continuação da venda de discos e CD’s

Apesar do avanço da tecnologia, há, ainda, quem aposta na criação de plataformas de música não digit...

Sociedade

Rádios Online

Antena Nacional

EP Gaza

EP Sofala

RM Desporto

EP Nampula

Inquerito

O que acha do nosso novo website?

Meteorologia

Clear

20°C

Maputo, MZ

Clear

Humidity: 89%

Wind: 12.87 km/h

Programação

Contacto

Direcção de Informação: email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.; Fixo 21 42 99 08, Fax 21 42 98 26 | Rua da Radio N 2, P.O.Box 2000 | Rádio Moçambique, EP

Conecte-se Connosco