Top Ad
Millenium Bim
www.bimcom
A sua banca aqui consigo
Matola Gas Company
www.mgc.com
A força da energia limpa moçambiana!

Ébola: Angola aperta vigilância nas fronteiras face a epidemia na RDC

Written by 
Published in Ciência & Tecnologia
terça, 29 maio 2018 18:26
Rate this item
(0 votes)

As autoridades angolanas anunciaram que estão a reforçar a vigilância das fronteiras do norte, com a República Democrática do Congo, RDC, para evitar a propagação da epidemia de Ébola, no âmbito do plano de contingência já activado por Angola.

 

O assunto foi já abordado na segunda-feira, em Luanda, pela Comissão Nacional de Protecção Civil, do Ministério do Interior, da qual fazem parte outros 25 ministérios e parceiros sociais nacionais e internacionais.

"As autoridades angolanas, em conjunto com os parceiros sociais, nacionais e internacionais, têm adoptado medidas preventivas urgentes para que Angola não seja assolada pela referida epidemia, considerando os elevados fluxos migratórios ao longo da fronteira", anunciou, no encontro, o secretário de Estado para o Asseguramento Técnico, do Ministério do Interior, Hermenegildo José Félix.

Desde 08 de Maio, a epidemia de Ébola na RDCongo já provocou mais de duas dezenas de vítimas mortais, sendo Angola, segundo a Organização Mundial de Saúde, um dos países de risco de propagação, por partilhar uma linha de fronteira de mais de 1.000 quilómetros.

Angola garante que começou a monitorizar a temperatura de quem entra no país pelas fronteiras fluviais, terrestres e aéreas, nomeadamente com a RDCongo, para descartar os casos de febre - um dos sintomas -, que são colocados sobre observação médica.

"Deste ponto de vista, as forças do Ministério do Interior destacadas nas zonas fronteiriças estão orientadas a reforçar a vigilância nos postos de entrada", afirmou Hermenegildo José Félix.

A epidemia de Ébola teve início a 08 de Maio em Bikoro, 600 quilómetros ao norte de Kinshasa, capital da RDCongo, e já se espalhou para a cidade de Mbandaka, com 1,2 milhões de habitantes.

Um padre católico foi colocado em quarentena após ter sido contaminado em Mbandaka.

O número dois da Igreja Católica congolesa, Fridolin Ambongo, mostrou-se preocupado com um possível "pico de novos casos" de Ébola no noroeste do país.

"A situação é muito preocupante: 25 mortes, 54 casos registados, incluindo 35 positivos, e o número vertiginoso de 1.139 pessoas que estiveram em contacto com um paciente ou um cadáver", declarou Ambongo num comunicado, no regresso de uma visita de três dias à região de Mbandaka e Bikoro, o epicentro da epidemia.(RM-NM)

Read 454 times

Escolha do editor

Publicidade

Cultura

Músicos defendem continuação da venda de discos e CD’s

Músicos defendem continuação da venda de discos e CD’s

Apesar do avanço da tecnologia, há, ainda, quem aposta na criação de plataformas de música não digit...

Sociedade

Rádios Online

Antena Nacional

EP Gaza

EP Sofala

RM Desporto

EP Nampula

Inquerito

O que acha do nosso novo website?

Meteorologia

Partly Cloudy

25°C

Maputo, MZ

Partly Cloudy

Humidity: 55%

Wind: 28.97 km/h

Programação

Contacto

Direcção de Informação: email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.; Fixo 21 42 99 08, Fax 21 42 98 26 | Rua da Radio N 2, P.O.Box 2000 | Rádio Moçambique, EP

Conecte-se Connosco