Top Ad
Millenium Bim
www.bimcom
A sua banca aqui consigo
Matola Gas Company
www.mgc.com
A força da energia limpa moçambiana!

Seis candidatos albinos concorrem nas próximas eleições gerais no Malawi

Published in Política
quinta, 28 junho 2018 14:47
Rate this item
(0 votes)

Seis albinos vão apresentar-se como candidatos nas próximas eleições gerais no Malawi, previstas para o próximo ano, para denunciar os preconceitos e a violência que atinge essa comunidade há anos.

 

Membros da Associação de Pessoas Albinas, APAM, os seis candidatos vão disputar ou um assento no Parlamento ou um lugar dos conselhos municipais do país.

"Isso é um progresso, porque um dos factores que contribuem para as violações dos nossos direitos é justamente a nossa invisibilidade", disse à agência de notícias francesa AFP o director da associação, Overstone Kondowe.

"No passado, nunca participámos activamente da vida política, do desenvolvimento do país ou das decisões do Governo", declarou Kondowe.

Para o activista, as eleições são "uma maneira de quebrar esse muro e colocar alguns dos seus membros em instituições que tomam decisões".

Todos os anos em África, os albinos são caçados, mortos e os seus membros são amputados e usados para rituais que deveriam trazer riqueza e sorte.

Este fenómeno desenvolveu-se particularmente nos últimos anos no Malawi, onde todos os anos são contabilizados dezenas de ataques que visam nomeadamente as crianças muito pequenas.

A APAM relatou um total de 148 casos de violência contra albinos desde 2014, incluindo 22 assassínios.

Apenas 44 desses casos foram objecto de uma investigação judicial e, segundo a associação, 90% dos casos foram arquivados em por falta de provas ou resultaram em absolvição.

"Há uma clara relutância do Governo em agir", afirmou Overstone Kondowe.

"Na minha opinião, o interesse manifestado por estes candidatos pela política deve-se à tomada de consciência dos seus direitos (...) e à sua frustração em esperar que alguém tome decisões em seu favor", sublinhou ainda.

A Amnistia Internacional denunciou esta quinta-feira a inacção do Governo do Malawi face aos crimes contra albinos.

"As autoridades devem imediatamente pôr fim à impunidade de que gozam os autores desses crimes. Eles devem primeiro garantir que todas as investigações sejam conduzidas sem demora", disse num comunicado o chefe da Amnistia Internacional para a África Austral, Deprose Muchena.

Segundo a APAM, quase um terço da violência contra albinos no continente africano ocorre no Malawi. (RM-NM)

Read 1131 times

Escolha do editor

Publicidade

Cultura

Rádios Online

Antena Nacional

EP Gaza

EP Sofala

RM Desporto

EP Nampula

Inquerito

O que acha do nosso novo website?

Meteorologia

Mostly Cloudy

21°C

Maputo, MZ

Mostly Cloudy

Humidity: 87%

Wind: 17.70 km/h

Programação

Contacto

Direcção de Informação: email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.; Fixo 21 42 99 08, Fax 21 42 98 26 | Rua da Radio N 2, P.O.Box 2000 | Rádio Moçambique, EP

Conecte-se Connosco