Top Ad
Millenium Bim
www.bimcom
A sua banca aqui consigo
Matola Gas Company
www.mgc.com
A força da energia limpa moçambiana!

G20 alerta para ameaça das tensões comerciais no crescimento mundial

Published in Recomendado
segunda, 23 julho 2018 09:53
Rate this item
(0 votes)

Os 20 países mais industrializados do mundo concluíram, este domingo, em Buenos Aires, na Argentina, que o crescimento mundial "está robusto", mas ameaçado, "a curto e médio prazo, pelo aumento das tensões comerciais e geopolíticas".

 

No comunicado final da reunião, que se iniciou sábado e terminou ontem, os participantes reconheceram também a necessidade de "reforçar o diálogo e as acções para limitar os riscos, e reforçar a confiança" nas economias dos países
Estas conclusões estão na mesma linha das declarações da directora-geral do Fundo Monetário Internacional (FMI), Christine Lagarde, que já tinha alertado para o impacto da guerra comercial sobre o crescimento económico mundial, durante a abertura da reunião com ministros das Finanças e presidentes de bancos centrais do G20.
A reunião esteve marcada pela decisão do presidente norte-americano, Donald Trump, de reforçar a sua política proteccionista, através da aplicação de tarifas aos seus parceiros comerciais, sobretudo a China.
Os ministros das Finanças expuseram o aumento dos riscos económicos de curto e médio prazo, apontando "as recentes vulnerabilidades financeiras, o aumento das tensões comerciais e geopolíticas" e o "crescimento estruturalmente débil, particularmente em algumas economias avançadas".
Com o proteccionismo como grande tema de fundo, os participantes reafirmaram as conclusões alcançadas na cimeira de Hamburgo do ano passado, quando atingiram um compromisso com o comércio livre, destacando que estavam a trabalhar para "fortalecer" a contribuição do comércio para as suas economias.
Sobre as mudanças a fazer - outro dos temas que tem gerado maiores fricções no panorama internacional - as nações do G20 manifestaram a intenção de "comunicar claramente as suas acções de política macroeconómica e estrutural".
Reiteraram hoje o compromisso assumido anteriormente, ao afirmarem que a política monetária "irá continuar a assegurar a estabilidade".
"Vamos continuar a utilizar todas as ferramentas para apoiar um crescimento forte, sustentável, equilibrado e inclusivo", lê-se no comunicado final.
Sobre as economias emergentes, os ministros presentes enfatizaram que, se muitas delas "se encontram agora melhor preparadas para se ajustarem às mudanças das condições externas", ainda "enfrentam desafios como a volatilidade dos mercados e a reversão de fluxos de capital".
O G20 assinalou que as infra-estruturas são "um dos pilares do crescimento e desenvolvimento", e esperam gerar projectos atraentes para investidores privados, uma área em que o grupo espera "avanços críticos" até ao final do ano, quando os presidentes das nações membro se encontrarem também em Buenos Aires.
Afirmaram ainda que deve ser assegurada a "ampla partilha" dos benefícios dos avanços tecnológicos no mundo. (RM /NMinuto)

Read 266 times

Escolha do editor

Publicidade

Cultura

Sociedade

Rádios Online

Antena Nacional

EP Gaza

EP Sofala

RM Desporto

EP Nampula

Inquerito

O que acha do nosso novo website?

Meteorologia

Mostly Cloudy

21°C

Maputo, MZ

Mostly Cloudy

Humidity: 67%

Wind: 22.53 km/h

Programação

Contacto

Direcção de Informação: email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.; Fixo 21 42 99 08, Fax 21 42 98 26 | Rua da Radio N 2, P.O.Box 2000 | Rádio Moçambique, EP

Conecte-se Connosco