Top Ad
Millenium Bim
www.bimcom
A sua banca aqui consigo
Matola Gas Company
www.mgc.com
A força da energia limpa moçambiana!

Disputa entre agricultores e pastores mata mais que Boko Haram na Nigéria

Published in Mundo
sexta, 27 julho 2018 09:08
Rate this item
(0 votes)

A Nigéria está a enfrentar uma ameaça muito mais letal do que a insurgência do Boko Haram e que é a disputa entre agricultores e pastores por recursos escassos, alertou o International Crisis Group (ICG).

Num relatório divulgado, esta quinta-feira, esta organização realçou que "o conflito crescente entre pastores e agricultores na Nigéria já provocou seis vezes mais vítimas mortais do que a insurgência do grupo radical Boko Haram".
Esta violência "ameaça tornar-se ainda mais mortífera" e pode comprometer a unidade nacional, antes das eleições que se realizam no próximo ano, com o ICG a avisar para o facto de o conflito "ter assumido perigosas dimensões religiosas e étnicas".
Mais de 1.300 nigerianos foram mortos no conflito entre pastores e agricultores no primeiro semestre deste ano, o que compara com os 250 mortos provocados pela insurgência do Boko Haram no mesmo período de tempo.
Os confrontos são uma preocupação crescente no mais populoso país africano, que, em termos religiosos, está praticamente dividido ao meio, entre muçulmanos no norte e cristãos no sul.
Os pastores, maioritariamente muçulmanos do grupo étnico Fulani, e os agricultores, maioritariamente cristãos, disputam a terra e a água na região central do país.
Os pastores têm sido forçados a ir mais para sul, tanto por força da acção do Boko Haram, como das alterações climáticas, em busca de pasto para o gado, mas onde também encontram áreas mais povoadas.
Os nigerianos ficaram chocados no mês passado, quando souberam que mais de 200 pessoas tinham sido mortas no seguimento de uma invasão de várias localidades no Estado do Plateau por grupos de pastores.
O governo enviou para o local unidades antiterroristas para acabar com o banho de sangue, no que foi um dos mais mortíferos confrontos deste ano.
O governo do presidente Muhammadu Buhari, um antigo muçulmano e dirigente militar, que ganhou o cargo numa transferência democrática de poder em 2015, não fez o suficiente para conter o conflito, segundo o relatório do ICG.
O porta-voz presidencial, Garba Shehu, não respondeu a um pedido de comentário por parte da agência AP. (RM /NMinuto)

Read 234 times

Escolha do editor

Publicidade

Rádios Online

Antena Nacional

EP Gaza

EP Sofala

RM Desporto

EP Nampula

Inquerito

O que acha do nosso novo website?

Meteorologia

Sunny

28°C

Maputo, MZ

Sunny

Humidity: 58%

Wind: 35.40 km/h

Programação

Contacto

Direcção de Informação: email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.; Fixo 21 42 99 08, Fax 21 42 98 26 | Rua da Radio N 2, P.O.Box 2000 | Rádio Moçambique, EP

Conecte-se Connosco