Top Ad
Millenium Bim
www.bimcom
A sua banca aqui consigo
Matola Gas Company
www.mgc.com
A força da energia limpa moçambiana!

Oposição do Mali rejeita resultados eleitorais e pondera boicote

Published in Mundo
sábado, 04 agosto 2018 02:26
Rate this item
(0 votes)

O candidato da oposição do Mali Soumaila Cissé rejeitou, esta sexta-feira, os resultados das eleições presidenciais do passado domingo e deixou no ar a possibilidade de boicotar a segunda ronda marcada para dia 12 de Agosto.

 

"Os resultados são manipulados e nós não vamos aceitar", disse ontem Cissé, de 68 anos, segundo classificado nas eleições, com 17,8% dos votos contra 41% do Presidente cessante, Ibrahim Bubacar Keita (conhecido como IBK), numa tumultuosa conferência de imprensa em Bamako, durante a qual pediu "a formação de uma ampla frente democrática contra a fraude". Embora em várias ocasiões Cissé tenha declarado a "rejeição" dos resultados, que, considerou, "não são sinceros nem credíveis", o candidato não exprimiu com clareza se irá boicotar a votação de 12 de agosto.
Esta segunda volta é uma novidade, porque pela primeira vez na história do país, um Presidente cessante é forçado a ir a uma segunda ronda das presidenciais.
Na primeira volta das eleições, que se realizaram no dia 29 de Julho, IBK, de 73 anos, obteve 1.333.813 votos, especificou o ministro da Administração Interna, Mohamed Ag Erlaf.
Soumaila Cissé, por sua vez, recolheu 573.111 votos, de acordo com os resultados oficiais provisórios.
A comunidade internacional espera do vencedor uma revitalização do acordo de paz assinado em 2015 pelo Governo e pelos rebeldes tuaregues, cuja aplicação acumula atrasos.
Apesar deste acordo, a violência jihadista não só persistiu, mas também se espalhou do norte para o centro e sul do Mali, estendendo-se depois aos vizinhos Burkina Faso e Níger.
O empresário Aliou Diallo surge em terceiro lugar, com 7,95% dos votos e o ex-chefe do Governo de transição (Abril-Dezembro de 2012), Cheick Modibo Diarra, fica em quarto, com 7,46%, ainda assim muito à frente dos outros 20 candidatos.
A participação foi de 43,06%, uma taxa bastante superior à média normalmente observada neste país da África Ocidental, que alberga cerca de vinte grupos étnicos, conhecidos pela sua influência cultural, mas onde menos de um terço dos maiores de 15 anos é alfabetizado.
Estas eleições ficaram também marcadas por uma série de alegados ataques jihadistas que interromperam a votação, principalmente em áreas rurais do centro, apesar da mobilização de mais de 30.000 membros de forças de segurança nacionais e estrangeiras.
Cerca de 700 mesas de voto das 23.000, principalmente no norte e centro do país, não puderam abrir devido a incidentes violentos, de acordo com o Governo, mas as missões de observação nacionais e internacionais saudaram o decorrer do escrutínio no resto do território. (RM /NMinuto)

Read 181 times

Escolha do editor

Publicidade

Cultura

Rádios Online

Antena Nacional

EP Gaza

EP Sofala

RM Desporto

EP Nampula

Inquerito

O que acha do nosso novo website?

Meteorologia

Showers

20°C

Maputo, MZ

Showers

Humidity: 89%

Wind: 40.23 km/h

Programação

Contacto

Direcção de Informação: email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.; Fixo 21 42 99 08, Fax 21 42 98 26 | Rua da Radio N 2, P.O.Box 2000 | Rádio Moçambique, EP

Conecte-se Connosco