Print this page

Governo reafirma privilégio do diálogo para a manutenção da paz

Published in Recomendado
quarta, 12 setembro 2018 15:17
Rate this item
(0 votes)

O Governo reafirma que vai continuar a privilegiar o diálogo para a manutenção da paz, no país.

 

O compromisso com a paz efectiva foi assumido esta quarta-feira, em Maputo, pelo Director Nacional dos Direitos Humanos e Cidadania do Ministério da Justiça, Assuntos Constitucionais e religiosos, Albachir Macassar, durante o seminário sobre Justiça Transicional: Um olhar sobre Moçambique.

A iniciativa enquadra-se no projecto de fortalecimento do acesso à justiça, e conta com a participação da Ordem dos Advogados de Moçambique e o apoio dos Advogados Sem Fronteiras do Canadá.

Segundo Albachir Macassar, o encontro visa a recolha de subsídios para a manutenção da paz, considerando que, após conflitos, os países escolhem os mecanismos ideias para a pacificação.

A fonte explicou que a justiça transicional representa a súmula das experiências internacionais em processos de reconciliação e paz.

Macassar disse que desde a Segunda Guerra Mundial foram reportados cinquenta experiências sobre a justiça restaurativa após genocídios, guerra internacional, entre outros conflitos internos.

O Bastonário da Ordem dos Advogados de Moçambique, Flávio Menete, considera que a oportunidade de falar do passado ajuda a sociedade a libertar-se do sentimento de guerra. (RM)

Read 429 times