Top Ad
Millenium Bim
www.bimcom
A sua banca aqui consigo
Matola Gas Company
www.mgc.com
A força da energia limpa moçambiana!
Mundo

Mundo (494)

O grupo rebelde Faylaq al-Rahmane, que ainda controla a zona sul de Ghouta oriental, anunciou, esta quinta-feira a entrada em vigor, a partir da meia-noite, de uma cessar-fogo que permitirá negociações com a Rússia, um aliado do regime sírio.

Pelo menos 14 pessoas morreram e outras 10 ficaram feridas num ataque com um carro armadilhado ocorrido, esta quinta-feira, perto de um hotel da capital da Somália, Mogadíscio, informou a polícia local.

O presidente do parlamento catalão, Roger Torrent (na foto), inicia hoje em Barcelona uma nova ronda de consultas para "desbloquear definitivamente" o processo de escolha de um candidato à presidência do Governo regional.

Ex-presidente francês está a ser alvo de um processo em que é acusado de ter recebido financiamentos ilícitos para promover a sua campanha de 2007.

Na Líbia, Saif Al-Islam, filho do antigo Presidente Muammar Kadhafi, quer candidatar-se às eleições presidenciais, previstas para este ano, naquele país africano. 

Saif al-Islam, fora condenado à morte e, depois, amnistiado.

A candidatura surge apesar do filho de Kadhafi encontrar-se em lugar incerto desde que foi libertado em Junho do ano passado e com um mandado de captura, emitido pelo Tribunal Penal Internacional(TPI), indica a imprensa local. (RM /RFI)

Stephen Hawking morreu no passado dia 14 de Março, aos 76 anos de idade, na sua casa em Cambridge.
As cinzas do físico britânico Stephen Hawking serão colocadas na Abadia de Westminster, próximo do túmulo de Isaac Newton e Charles Darwin. A informação é avançada pelo Washington Post. O reverendo John Hall, decano da catedral, indicou à publicação que é “inteiramente apropriado” que os restos mortais de Hawking repousem na Abadia “perto dos ilustres colegas cientistas”.
Os restos mortais de Hawking serão os primeiros que se enterram na abadia desde a morte dos físicos Ernest Rutherford, em 1937, e John Thomson, em 1940.
Stephen Hawking, que se destacou pelo trabalho na área da relatividade e dos buracos negros, morreu na passada quarta-feira, 14 de Março, aos 76 anos de idade, na sua casa em Cambridge.
Nascido a 8 de Janeiro de 1942, precisamente 300 anos depois da morte de Galileu Galilei (8 de Janeiro de 1642), como gostava ele próprio de recordar, morreu no 139.º aniversário do nascimento do pai da teoria da relatividade, Albert Einstein.
O físico, conhecido por um apurado sentido de humor, é um dos cientistas com maior destaque desde o físico alemão Albert Einstein. A sua obra 'Uma Breve História do Tempo' é um dos livros mais vendidos no mundo. (RM/ NMinuto)

Antigo presidente francês Nicolas Sarkozy detido

Published in Mundo
terça, 20 março 2018 10:57

O antigo presidente francês Nicolas Sarkozy foi detido esta terça-feira e encontra-se nas instalações da Polícia Judiciária de Nanterre. Em causa está o alegado financiamento ilícito à sua campanha eleitoral de 2007.
Nicolas Sarzozy, antigo presidente da República francesa, foi detido esta terça-feira na sequência de alegado financiamento ilícito à sua campanha eleitoral de 2007. Sarkozy estará a prestar declarações nas instalações da Polícia Judiciária de Nanterre. Refere o Le Monde, que esta é a primeira vez que o ex-chefe de Estado é chamado para esclarecer a acusação de que foi alvo em Abril de 2013.
Recorde-se que Sarkozy é interveniente num processo em que se procura confirmar se o ditador líbio Muammar Kadhafi ajudou a financiar a sua campanha eleitoral de 2007.
Em Novembro de 2016, o empresário e intermediário Ziad Takieddine afirmou ter recebido cinco milhões de euros em dinheiro entre o final de 2006 e início de 2007, de Tripoli para Paris, que entregou a Claude Géant e Nicolas Sarkozy, que era então ministro do Interior.
A justiça francesa recuperou a agenda do ministro do Petróleo de Kadafi, Choukri Ghanem, que morreu em 2012 em circunstâncias pouco claras, onde os pagamentos de dinheiro a Sarkozy eram mencionados.
Um ex-colaborador do líder líbio que estava encarregue das relações com a França, Bechir Saleh, também assegurou ao "Le Monde" que Kadafi disse que "ele havia financiado Sarkozy".
De acordo com o "Le Monde", esta detenção significa que os magistrados consideram ter provas suficientes para o incriminar.
Sarkozy sempre negou as acusações, classificando-as de "manipulação e crueldade".
O período de detenção de Sarkozy poderá durar até 48 horas. (RM NMinuto)

O julgamento do jornalista angolano, Rafael Marques, arrancou, esta segunda-feira em Luanda, numa sessão marcada pela ausência do ofendido, o ex-Procurador-Geral da República de Angola (PGR), João Maria de Sousa.

Além do jornalista e activista Rafael Marques é também arguido no processo o jornalista angolano Mariano Costa, acusados dos crimes de injúrias contra a autoridade pública e de ultraje a órgão de soberania, o primeiro pela publicação de um artigo em que indicia que João Maria de Sousa está "envolvido em corrupção", e o segundo pela republicação da mesma notícia no seu jornal. Na leitura da acusação, a procuradora do Ministério Público, Tânia Guimarães, referiu que "os arguidos agiram de modo livre, consciente e deliberado".
O artigo publicado no portal de notícias Maka Angola, de Rafael Marques, refere ainda, segundo a acusação, que o antigo PGR de Angola requereu em 2011, uma parcela de terreno, de três hectares, para a construção de um condomínio residencial com vista para o mar, no município do Porto Amboim, província do Cuanza Sul.
Nesta primeira sessão, questionado pela juíza sobre o que o leva a concluir o envolvimento de João Maria de Sousa em supostos actos de corrupção, Rafael Marques respondeu que foi a facilidade e celeridade como decorreu o processo de requerimento de terreno.
Rafael Marques disse que o deferimento do requerimento foi feito num prazo de cerca de dois meses, quando, pelo conhecimento que tem, com o seu trabalho de investigação, tal costuma demorar entre dois a três anos.
Segundo ainda Rafael Marques, há também a destacar a ausência de documentos no processo para a concessão do título de superfície, nomeadamente uma declaração do soba (autoridade tradicional) da área a especificar que tipo de terreno se tratava, a falta de recibos de pagamento dos técnicos e da indemnização dos camponeses.
O jornalista salientou ainda que foi através de uma denúncia de camponeses, os alegados donos do terreno, que deu início às investigações, que culminaram com a publicação do artigo, depois de aguardar por mais de uma semana resposta a um questionário sobre o assunto que enviou ao então PGR.
No mesmo texto, Rafael Marques escreveu que João Maria de Sousa, enquanto PGR, demonstrava "desrespeito pela Constituição, envolvendo-se numa série de negócios" que contavam com o "apadrinhamento" do então Presidente da República de Angola, José Eduardo dos Santos, "que lhe apara o jogo".
"Aqui se aplica o princípio informal e cardeal da corrupção institucional em Angola, segundo o qual, uma mão lava a outra", salienta a acusação, citando o artigo.
Pelo facto, a acusação considera que o antigo chefe de Estado angolano, "na qualidade de órgão de soberania foi tratado de modo ultrajante" pelos arguidos.
Instado a esclarecer o que era na sua percepção o "apadrinhamento" pelo ex-Presidente da República, o jornalista disse que já tinha realizado várias denúncias públicas que fez chegar igualmente a José Eduardo dos Santos, sobre a suposta participação de João Maria de Sousa em actividades alegadamente incompatíveis com o cargo que ocupava, como a de sócio-gerente em duas empresas privadas.
Os autos referem que no decurso da participação criminal, apurou-se com as diligências efectuadas que o ex-PGR requereu efectivamente a parcela de terreno, tendo-lhe sido conferido o título de concessão de direito de superfície, a 25 de maio de 2011, porém passado um ano, por falta de pagamento dos emolumentos, foi revogada a titularidade do terreno.
Em declarações à imprensa, no final da sessão, a defesa de Rafael Marques, considerou positiva a postura em tribunal do seu constituinte, tendo lamentado a ausência dos declarantes e sobretudo do ofendido, cuja presença considerou "crucial" para "ajudar o tribunal a formular o seu juízo".
"Por isso mesmo a sessão foi adiada para o dia 16 de Abril, esperamos que apareça o ofendido e os outros declarantes que fazem parte do processo na sua origem no Sumbe, porque sem eles será dificultada a possibilidade de o tribunal fazer justiça", disse Horácio Junjuvili.(RM /NMinuto)

Mali: 8 mortos em confrontos entre grupos rivais

Published in Mundo
terça, 20 março 2018 10:25

Oito pessoas morreram devido a confrontos ocorridos este domingo, entre dois grupos rivais no centro do Mali.

 Segundo um anúncio feito pelas autoridades locais, uma aldeia do Mali foi queimada e destruída como resultado da violência intercomunitária.

A violência que tem aumentado há dois anos no centro de Mali, já causou pelo menos 25 mortos desde o início de Março.

Em 2017, estes casos de violência entre grupos rivais no Mali mataram pelo menos 60 pessoas, sendo causados muitas vezes por questões relacionadas com terras ou água. ( RM)

Escolha do editor

Publicidade

Cultura

Sociedade

Rádios Online

Antena Nacional

EP Gaza

EP Sofala

RM Desporto

EP Nampula

Inquerito

O que acha do nosso novo website?

Meteorologia

Breezy

15°C

Maputo, MZ

Breezy

Humidity: 75%

Wind: 41.84 km/h

Programação

Contacto

Direcção de Informação: email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.; Fixo 21 42 99 08, Fax 21 42 98 26 | Rua da Radio N 2, P.O.Box 2000 | Rádio Moçambique, EP

Conecte-se Connosco