Governo aprova orçamento do Estado para 2019

Published in Destaques
quarta, 12 setembro 2018 08:02

O governo moçambicano aprovou, esta terça-feira, o orçamento do Estado para o ano de 2019 e com uma despesa estimada em trezentos e vinte e quatro mil milhões de meticais. 

 

Deste valor duzentos e quarenta e quatro mil milhões de meticais serão provenientes das receitas do Estado.
Os restantes oitenta mil serão compensados através de donativos.
A proposta do Orçamento será submetida à Assembleia da República.
O anúncio foi feito pelo porta-voz da vigésima nona sessão do Conselho de Ministros, Augusto Fernando.
“Em relação ao orçamento para 2019, há que destacar alguns pressupostos macro-económicos a começar pela taxa de crescimento real que vai ser na ordem de 4.1 por cento. A inflação média anual assumida em cerca de 6.5 por cento, meses de cobertura de importação, em termos de reservas, estamos a falar em cerca de 6 meses. As exportações, o pressuposto que está assumido é de 4.7 mil milhões de dólares, enquanto que em termos de investimento directo estrangeiro na ordem de 5.8 mil milhões de dólares. Em termos de receita do Estado representa cerca de 23.9 por cento. A despesa está a 31.8 por cento. O défice global na ordem dos 7.8”, disse.
Na sessão aprovou ainda a proposta do Plano Económico e Social para o não 2019 e o decreto que aprova o regulamento de fixação da taxa de portagens nas travessias de pontes em todo país.
"O regulamento procede a actualização dos mecanismos relativos à fixação e cobrança de taxas de portagem nas travessias de pontes, aplicando-se a rede viária nacional para veículos motorizados", explicou o Porta-voz do Governo.
De acordo com o porta-voz do Governo moçambicano, a actualização das taxas visa garantir a manutenção das infra-estruturas.
"O que está estabelecido no decreto é que a manutenção das infra-estruturas deve ser paga pelas taxas, que também vão ajudar nos programas de expansão de estradas", acrescentou Augusto Fernando, garantindo que os preços das novas taxas, que serão publicadas nos próximos dias, vão tomar em consideração as pessoas que vivem nas proximidades das portagens.
"A intenção é garantir que as pessoas que vivem perto das portagens não paguem um valor muito alto porque usam constantemente estas infra-estruturas", concluiu Augusto de Sousa Fernando.(RM)

Read 1289 times

Economia

China e Estados Unidos voltam a discutir comércio no final deste mês

China e Estados Unidos voltam a discutir comércio no final deste mês

A próxima ronda de negociações para pôr fim à guerra comercial entre a China e os Estados Unidos rea...

Escolha do editor

Publicidade

Cultura

Expostos documentos sobre obras públicas em Angola e Moçambique

Expostos documentos sobre obras públicas em Angola e Moçambique

Uma exposição denominada (Colonizando África: Relatórios das obras Públicas em Angola e Moçambique:...

Rádios Online

Antena Nacional

EP Gaza

EP Sofala

RM Desporto

EP Nampula

Inquerito

O que acha do nosso novo website?

Meteorologia

Mostly Cloudy

22°C

Maputo, MZ

Mostly Cloudy

Humidity: 82%

Wind: 20.92 km/h

Programação

Contacto

Direcção de Informação: email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.; Fixo 21 42 99 08, Fax 21 42 98 26 | Rua da Radio N 2, P.O.Box 2000 | Rádio Moçambique, EP

Conecte-se Connosco