×

Alerta

Falha ao carregar ficheiro XML

Lichinga: 21 detidos por promover cultos de fim do ramadão em violação às medidas contra o Covid-19

domingo, 24 maio 2020 21:36
Rate this item
(0 votes)

Vinte e uma pessoas estão a contas com a Polícia da República de Moçambique, na cidade de Lichinga, por terem sido surpreendidas a promover cultos do fim de ramadão neste período de estado de emergência, violando as medidas de prevenção contra o Covid-19.

 

“O porta-voz da Polícia da República de Moçambique, no Niassa, Alves Mate, disse que a ocorrência deu-se no bairro de Namacula, onde crentes se juntaram na manhã deste sábado, pondo em risco as suas vidas e desobedecendo as medidas decretadas no âmbito do estado de emergência.  

Na ocasião, de acordo com Alves Mate, a Polícia foi obrigada a disparar para o ar, por forma a dispersar os religiosos que não queriam acatar as ordens da polícia.

 “ Cá na cidade, por causa da violência de certos grupos que partiram para cima da polícia, desrespeitando a autoridade policial, fomos obrigados a efectuar alguns disparos para o ar e essas pessoas foram detidas e serão processadas criminalmente”, disse.

 Alves Mathe reitera que a corporação está atenta contra todos os que violem as medidas de prevenção do Covid-19, doença que assola o país e o mundo. (RM Niassa)

Read 362 times

Escolha do editor

Publicidade

Sociedade

Cidade de Tete: Polícia desmantela esconderijo de imigrantes ilegais

Cidade de Tete: Polícia desmantela esconderijo de imigrantes ilegais

A Polícia da República de Moçambique (PRM), em Tete, desmantelou uma residência, que servia de escon...

Contacto

Direcção de Informação: email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.; Fixo 21 42 99 08, Fax 21 42 98 26 | Rua da Radio N 2, P.O.Box 2000 | Rádio Moçambique, EP

Conecte-se Connosco