×

Alerta

Falha ao carregar ficheiro XML

Idai: União Africana apoia resposta de emergência com 310 mil euros

quarta, 20 março 2019 18:09
Rate this item
(0 votes)

A União Africana (UA) vai apoiar com 350 mil dólares a resposta de emergência às populações afectadas pela passagem do ciclone Idai em Moçambique, Zimbabwé e Malawi, que causou pelo menos 300 mortos, anunciou esta quarta-feira a organização.

 

"Em apoio aos esforços de resposta dos governos dos países afectados e da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC), a presidente da comissão da União Africana anunciou um apoio imediato de 350 mil dólares para os três países, com Moçambique, o mais afectado dos três, a receber 150 mil dólares dos fundos de emergência da UA", adiantou a organização numa nota à comunicação social.

O presidente da Comissão da UA, Moussa Faki Mahamat, aprovou também o "envio imediato" de uma missão liderada pelo Comité Permanente para os Refugiados e Retornados da organização para avaliar a situação e expressar solidariedade às autoridades dos países afectados.

Moussa Faki Mahamat prometeu também redobrar os esforços diplomáticos para encorajar os Estados-membros da organização e os seus parceiros para "contribuírem generosamente" para as operações em curso.

O Presidente da Comissão reiterou a solidariedade da União Africana com os governos e as populações dos países afectados e agradeceu aos países que já apoiaram os três países.

Apelou, por outro lado, a todos os "Estados-membros da União Africana e à comunidade internacional para que aumentem urgentemente o seu apoio a fim de responder eficazmente às necessidades imediatas da resposta".

Pelo menos 300 pessoas morreram à passagem do ciclone Idai pela África Austral, onde os socorristas se desdobram agora em esforços para salvar milhares de pessoas que continuam refugiadas em cima de telhados e árvores.

Em Moçambique, o Presidente da República, Filipe Nyusi, anunciou na terça-feira que mais de 200 pessoas morreram e 350 mil "estão em situação de risco", tendo decretado o estado de emergência nacional.

O Idai, com fortes chuvas e ventos de até 170 quilómetros por hora, atingiu a Beira na quinta-feira à noite, deixando os cerca de 500 mil residentes sem energia e linhas de comunicação.

A Cruz Vermelha Internacional indicou na terça-feira que pelo menos 400 mil pessoas estão desalojadas na Beira, em consequência do ciclone, considerando tratar-se da "pior crise" do género no país.

O secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, José Luís Carneiro, viajou para a Beira, onde dezenas de portugueses perderam casas e bens devido ao ciclone Idai, para acompanhar o levantamento das necessidades e o primeiro apoio às populações afectadas.

No Zimbabwé, foram contabilizados mais de 100 mortos e mais de 200 feridos, com as estimativas a apontarem para mais de 500 desaparecidos, enquanto no Maláui as únicas estimativas conhecidas apontam para pelo menos 56 mortos e 577 feridos.

A União Africana é constituída por 55 países, incluindo Angola, Moçambique, Guiné-Bissau, Guiné Equatorial, Cabo Verde e São Tomé e Príncipe. (RM-NM)

Read 315 times

Escolha do editor

Publicidade

Rádios Online

Antena Nacional

EP Gaza

EP Sofala

RM Desporto

EP Nampula

Inquerito

O que acha do nosso novo website?

Meteorologia

Maputo, MZ

Programação

Contacto

Direcção de Informação: email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.; Fixo 21 42 99 08, Fax 21 42 98 26 | Rua da Radio N 2, P.O.Box 2000 | Rádio Moçambique, EP

Conecte-se Connosco