Print this page

SENAMI recusa entrada de mais de quatrocentos cidadãos estrangeiros

quinta, 02 abril 2020 12:46
Rate this item
(0 votes)

Mais de quatrocentos cidadãos de origem estrangeira foram impedidos de entrar no país, durante a semana passada, na sequência das restrições impostas no âmbito da prevenção do novo coronavírus.

 

Este número representa um aumento de mais de 100 por cento, em comparação a igual período do ano passado, em que foram recusados de entrar ao país vinte e um cidadãos.

O Porta-voz do Serviço Nacional de Migração, Celestino Matsinhe, disse esta quinta-feira, em Maputo, que a falta de clareza dos motivos da vinda daqueles imigrantes ao país é outra razão da interdição.

O Porta-voz do SENAMI referiu, em conferência de imprensa, que no período de 21 a 27 de Março findo, foi registado uma redução do movimento migratório no país.

Entretanto, os postos de travessia de Ressano Garcia, na provincia de Maputo, Machipanda, em Manica, e Cuchamano, em Tete, foram os que registaram maior redução de movimento migratório na semana passada.(RM)

Read 513 times