Top Ad
Millenium Bim
www.bimcom
A sua banca aqui consigo
Matola Gas Company
www.mgc.com
A força da energia limpa moçambiana!
×

Alerta

Falha ao carregar ficheiro XML

Governo aprova decreto que cria o Instituto de Algodão e Oleaginosas e extingue Instituto de Algodão de Moçambique

Published in Economia
quarta, 03 junho 2020 07:49
Rate this item
(0 votes)

O Governo aprovou, esta terça-feira, na sessão do Conselho de Ministros o decreto que cria o Instituto de Algodão e Oleaginosas e extinguiu o Instituto de Algodão de Moçambique.

 

Na mesma sessão, o governo aprovou igualmente a criação do Instituto de Amêndoas de Moçambique e extingui o Instituto de Fomento do Caju.

 O ministro da Agricultura e Desenvolvimento rural, Celso Correia referiu que a medida visa incentivar a produção das referidas cultura.

 “ Queremos com esta decisão criar especialidade e orientação estratégica da nossa estrutura governamental para que nos próximos dois anos Moçambique possa voltar a produzir de forma estruturada óleo através da produção nacional destas culturas. Ainda durante esta sessão, foi aprovada também a constituição e a transformação do Instituto do Caju em Instituto de Amêndoas, alargando o espectro da acção deste Instituto também para outras amêndoas com particular ênfase para a macadâmia que vem ganhando espaço e estrategicamente também irá representar um ganho para o país. Importa referir que Moçambique neste momento importa cento e cinquenta milhões de dólares de óleo e o mercado da região oferece uma oportunidade de bilião de dólares. É nosso objectivo, com a criação deste Instituto de amêndoas com a transformação do INCAJU, que Moçambique possa olhar para outras amêndoas, no caso específico da macadâmia introduzi-la como cultura familiar permitindo assim maior rendimento. O mercado de amêndoas a nível global é de cerca de noventa e dois biliões de dólares e Moçambique tem explorado a sua franja no domínio do caju”, disse.

 Ainda esta terça-feira, o executivo aprovou o decreto sobre a transferência extraordinária para continuidade de desembolso de subsídio para as vítimas do deslizamento da lixeira do Hulene, na cidade de Maputo. (RM)

Read 543 times

Escolha do editor

Publicidade

Sociedade

Contacto

Direcção de Informação: email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.; Fixo 21 42 99 08, Fax 21 42 98 26 | Rua da Radio N 2, P.O.Box 2000 | Rádio Moçambique, EP

Conecte-se Connosco