Print this page

"Há total falta de vergonha dos líderes quando são apanhados a mentir"

terça, 17 julho 2018 18:24
Rate this item
(0 votes)

Naquele que é visto como o seu discurso mais importante desde que saiu da Casa Branca, Barack Obama fez duras críticas a alguns líderes políticos atuais, com Donald Trump na mira.

 

O ex-presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, está na África do Sul onde discursou num evento que marca os 100 anos do nascimento de Nelson Mandela, vencedor do Prémio Nobel da Paz e o maior símbolo da luta contra o Apartheid e da unificação naquele país africano.

Num discurso que está a ser considerado pela imprensa internacional como o mais importante desde que saiu da presidência norte-americana, Obama está a concentrar as suas críticas a uma certa classe de líderes atuais que prima pelo populismo. “Há uma total falta de vergonha dos líderes políticos quando são apanhados numa mentira e insistem nisso e mentem mais um bocado”.

Realçando os valores que Mandela personificava, Obama considera que actualmente há “pessoas que apenas inventam coisas” e alerta que a negação de factos pode representar o fim da democracia.

O ex-presidente dos EUA também fez uma defesa apaixonada da igualdade e da tolerância, afirmando que quem tenta humilhar os outros revela uma “mente pequena”.

Embora não tenha feito uma referência directa a Donald Trump, é possível ler nas entrelinhas que muitas das críticas que Obama está a fazer à liderança política actual tem um alvo concreto. E deixou um aviso aos países que seguirem políticas xenófobas: “Eventualmente...vão ser consumidos por uma guerra civil”.

Mas, bem ao seu estilo, deixou uma mensagem de esperança à audiência composta por milhares de pessoas. “Já atravessámos períodos mais negros”, frisou. (RM-NM)

Read 711 times