Top Ad
Millenium Bim
www.bimcom
A sua banca aqui consigo
Matola Gas Company
www.mgc.com
A força da energia limpa moçambiana!
×

Alerta

Falha ao carregar ficheiro XML

Posse de Tshisekedi prevista para esta quinta-feira

Published in Mundo
quarta, 23 janeiro 2019 14:44
Rate this item
(0 votes)

A tomada de posse do novo Presidente da República Democrática do Congo, Felix Tshisekedi, que sucede a Joseph Kabila, está confirmada para esta quinta-feira, de acordo com fontes da actual e da futura presidência à France-Presse.

 

Aprestação de juramento está prevista para o Palácio da Nação em Kinshasa, sede da actual presidência.

Esta é a primeira passagem do poder pacífica de um Presidente ao seu sucessor desde a independência do ex-Congo Belga, proclamada no mesmo Palácio da Nação em 30 de Junho de 1960.

Tshisekedi, 55 anos, prepara-se para se tornar no quinto Presidente da República do país, ao assumir as funções de Joseph Kabila, que prestou juramento em 26 de Janeiro de 2001, dez dias depois do homicídio do seu pai e antecessor, Laurent-Désiré Kabila, por um guarda-costas.

A victória de Tshisekedi nas eleições de 30 de Dezembro não é reconhecida pelo outro candidato da oposição, Martin Fayulu, que se auto-proclama "presidente eleito" e denuncia reiteradamente a "fraude eleitoral" de Kabila, com a cumplicidade de Tshisekedi.

Os argumentos de Fayulu encontram apoio na contagem paralela dos votos pela poderosa Conferência Episcopal congolesa, que deslocou mais de 40 mil observadores para as estações de voto em todo o país, assim como com uma investigação divulgada pelo Financial Times.

O diário britânico teve acesso aos dados das estações de voto electrónico utilizadas nas eleições, correspondentes a 86% dos votos escrutinados em todo o país, que mostram a vitória de Fayulu, com 59,4% dos votos, contra uns muito distantes 19% dos boletins escrutinados a favor de Tshisekedi e 18% dos votos recebidos por Emmanuel Shadary, o terceiro candidato mais votado, delfim do Presidente cessante, Joseph Kabila.

Os dados do FT e da Igreja Católica no país "correlacionam-se quase exactamente".

Depois de várias hesitações - e após a validação pelo Tribunal Constitucional da RDCongo dos resultados divulgados pela comissão eleitoral do país (Ceni) -, a União Africana e a União Europeia indicaram através de um comunicado conjunto que estavam disponíveis para "trabalhar com o presidente Tshisekedi e com todos os partidos congoleses".

Tshisekedi deverá escolher um chefe de Governo entre os deputados pertencentes à maioria parlamentar, apoiante de Joseph Kabila. (RM-NM)

Read 203 times

Economia

Escolha do editor

Publicidade

Sociedade

Moçambique: Há défice de informação sobre saúde sexual e reprodutiva

Moçambique: Há défice de informação sobre saúde sexual e reprodutiva

A organização não-governamental, PSI Moçambique, considera que no país há défice de informação sobre...

Rádios Online

Antena Nacional

EP Gaza

EP Sofala

RM Desporto

EP Nampula

Inquerito

O que acha do nosso novo website?

Meteorologia

Maputo, MZ

Programação

Contacto

Direcção de Informação: email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.; Fixo 21 42 99 08, Fax 21 42 98 26 | Rua da Radio N 2, P.O.Box 2000 | Rádio Moçambique, EP

Conecte-se Connosco