Top Ad
Millenium Bim
www.bimcom
A sua banca aqui consigo
Matola Gas Company
www.mgc.com
A força da energia limpa moçambiana!
×

Alerta

Falha ao carregar ficheiro XML

Empossados membros e presidentes dos 53 conselhos autárquicos do País

Published in Destaques
sexta, 08 fevereiro 2019 08:09

Foram empossados, esta quinta-feira, os membros e presidentes dos 53 conselhos autárquicos do país.

 

A Ministra da Administração Estatal e Função Pública, Carmelita Namachulua, reiterou que a erradicação da corrupção, no país, continua a ser prioridade do Governo.

A Ministra indicou que os novos órgãos autárquicos que tomaram posse esta quinta-feira devem priorizar no exercício das suas actividades o fortalecimento do combate a corrupção na Administração Pública.

“Gostaríamos de recordar aos órgão eleitos e investidos, que que o nosso governo considera prioritária a erradicação da corrupção, razão pela qual elegeu como prioridade, fortalecer o combater à corrupção, promover a cultura de integridade na sociedade e na administração pública, no âmbito da implementação das acções de reforma e de desenvolvimento da administração pública, com vista ao alcance de uma administração pública centrada no cidadão, promotora do desenvolvimento e vocacionada à prestação de serviços de qualidade”, disse a ministra da Administração Estatal e Função Pública, Carmelita Namachulua, na cerimónia de tomada de posse dos órgãos autárquicos no município da Matola. ( RM)

Na sequência, o Presidente do conselho autárquico de Maputo, Eneas Comiche, prometeu tornar a capital do país, uma cidade mais limpa, bela e próspera.

Comiche disse que a sua governação será inclusiva e mobilizadora.

“Comprometemo-nos a colocar o munícipe no centro das nossas atencões. Por isso, caminhemos unidos, coesos e solidários para transformar o nosso município”, disse.

Discursando na cerimónia da sua tomade de posse, o novo edil de Maputo, disse que a sua governação estará centrada em seis pilares.

Comiche substitui David Simango que terminou o seu mandado depois de ter dirigido o Município por um período de dez anos. ( RM)

 

Vasco Muthisse, da Frelimo, é o novo Presidente da Assembleia Autárquica da Matola, na província de Maputo.

Vasco Muthisse foi eleito para o cargo, com um total de trinta votos, contra vinte e nove de Alberto Baissone, da Renamo.

Pelo mesmo resultado foi eleita Beatriz Nhaulau, da Frelimo, para o cargo de vice-presidente da Assembleia Autárquica da Matola. Pela Renamo concorria Nely Manteiga.

A Assembleia Autárquica da Matola tem cinquenta e nove mandatos, sendo vinte e nove da Frelimo, vinte e oito da Renamo e dois do MDM. ( RM Maputo)

Em Sofala, o relato é que em todos os conselhos autárquicos a investidura dos novos órgaos decorreu sem sobressaltos.

O presidente do Conselho autárquico da Beira, Daviz Simango, pediu a colaboração dos partidos e dos munícipes, em geral, para a implementação do seu manifesto eleitoral.

“As divergências, polémicas são altamente positivas para o desenvolvimento de ideias quando temos como objectivo construir ou ajustar as nossa práticas”, disse.

Ricardo Langa foi eleito presidente da Assembleia municipal da Beira, que conta com 14 assentos da Frelimo, 22 do MDM e 12 da Renamo.

 

O Clima de paz também caracterizou a tomada de posse em alguns conselhos autárquicos da província da Zambézia.

O presidente do Conselho autárquico de Gúruè, Jose Aniceto elegeu o problema de abastecimento de água, como o principal desafio do seu mandato iniciado, esta quinta-feira.

José Aniceto regressa à edilidada cinco anos depois. Disse logo após a tomada de posse, que vai ser inclusivo e pronto para ouvir as opiniões durante a governação.

A inclusão na governação foi também sublinahda pelo presidente da vila de Milange, Felisberto Mvua. Este é o segundo mandato de Felsibero Mvua em Minage.

“Vamos procurar recursos adicionais para que haja mais investimentos na nossa autarquia”, disse Felisberto Mvua investido ao cargo de presidente do conselho autárquico de Milange na Zambézia. ( RM Zambézia)

Já em Nampula, concretamente, em Monapo, a investidura dos novos órgãos autárquicos foi caracterizada por uma ligeira intranquilidade.

A cerimónia de investidura dos 31 membros da assembleia municipal decorreu num clima de contestação das deliberações do Conselho Constitucional por parte dos membros da Renamo, que disseram não reconhecer os resultados validados, que dão vitória à Frelimo.

No acto, a Polícia da República de Moçambique (PRM) foi obrigada a usar balas de borracha para dispersar e conter os ânimos de alguns populares, que estavam a inviabilizar e a perturbar a cerimónia de investidura.

A assembleia municipal de Monapo, conta com 15 membros da bancada da Frelimo, 1 do MDM e 15 da Renamo. (RM Nampula)

Read 533 times

Escolha do editor

Publicidade

Cultura

Rádios Online

Antena Nacional

EP Gaza

EP Sofala

RM Desporto

EP Nampula

Inquerito

O que acha do nosso novo website?

Meteorologia

Maputo, MZ

Programação

Contacto

Direcção de Informação: email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.; Fixo 21 42 99 08, Fax 21 42 98 26 | Rua da Radio N 2, P.O.Box 2000 | Rádio Moçambique, EP

Conecte-se Connosco