Top Ad
Millenium Bim
www.bimcom
A sua banca aqui consigo
Matola Gas Company
www.mgc.com
A força da energia limpa moçambiana!
×

Alerta

Falha ao carregar ficheiro XML

Egipto, Jordânia e Marrocos em conferência de paz israelo-palestiniana

Published in Mundo
quarta, 12 junho 2019 20:06
Rate this item
(0 votes)

A Casa Branca indicou esta quarta-feira que o Egipto, Jordânia e Marrocos, países árabes aliados dos EUA, vão participar na conferência de Manama sobre o vector económico do plano de paz norte-americano que pretende solucionar o conflito israelo-palestiniano.

 

Os três países "informaram-nos que vão estar presentes neste conclave", disse à agência noticiosa AFP um alto responsável da Presidência norte-americana, sem precisar a que nível vão estar representados.

A equipa indicada por Donald Trump para preparar um plano de paz israelo-palestiniano prevê revelar a componente económica durante esta conferência prevista para 25 e 26 de Junho na capital do Bahrein.

O projecto prevê um fulgurante desenvolvimento económico para os palestinianos caso os seus dirigentes se disponham a aceitar as propostas políticas da Casa Branca, que serão conhecidas posteriormente e em data ainda desconhecida.

Jared Kushner, genro de Trump e um dos principais artífices deste projecto, necessita do apoio dos aliados árabes dos Estados Unidos, que deverão ser uma das fontes do financiamento e ainda tentar convencer os palestinianos a aceitarem as propostas.

Os Emirados Árabes Unidos e a Arábia Saudita, potências do Golfo aliadas de Washington, já anunciaram a sua participação, mas os 'media' norte-americanos assinalaram nos últimos dias pressões palestinianas sobre o Egipto, Jordânia e Marrocos para não se fazerem representar em Manama.

A Autoridade Palestiniana, que boicota a administração de Donald Trump desde que esta decidiu reconhecer unilateralmente, em 2017, Jerusalém como capital de Israel, já anunciou que não se deslocará ao Bahrein.

A participação destes aliados decisivos de Washington poderá implicar a presença do Estado judaico. Os Estados Unidos parecem empenhados em assegurar um nível de participação satisfatório antes de envolverem Israel.

Trump prometeu alcançar um "acordo último" entre israelitas e palestinianos num campo onde todos os seus antecessores fracassaram, mas os palestinianos e numerosos observadores consideram que o seu plano, com contornos políticos ainda secretos, deverá satisfazer no essencial as exigências de Israel. (RM-NM)

Read 61 times

Escolha do editor

Publicidade

Cultura

Rádios Online

Antena Nacional

EP Gaza

EP Sofala

RM Desporto

EP Nampula

Inquerito

O que acha do nosso novo website?

Meteorologia

Maputo, MZ

Programação

Contacto

Direcção de Informação: email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.; Fixo 21 42 99 08, Fax 21 42 98 26 | Rua da Radio N 2, P.O.Box 2000 | Rádio Moçambique, EP

Conecte-se Connosco