Print this page

Moçambique pretende aumentar unidades sanitárias com capacidade para diagnóstico e tratamento do cancro

Published in Recomendado
sexta, 08 novembro 2019 17:52
Rate this item
(0 votes)

Moçambique pretende aumentar de quatrocentas e cinquenta para oitocentas unidades sanitárias com capacidade para diagnosticar e tratar o cancro nos próximos dez anos.

 

A informação foi avançada esta sexta-feira em Maputo pela Directora Nacional Adjunta para a área de assistência medica, Elenia Amado, no encerramento da 12ª Conferência Bienal da Organização Africana de Pesquisa e Treino em Cancro.

O evento, que decorre em Maputo, desde a última terça-feira, reuniu profissionais da saúde de cinquenta e nove países do mundo.

Os participantes debateram as melhores estratégias para o combate e controlo do cancro no continente africano.

A Directora Nacional Adjunta para a área de assistência médica disse que o país para além da expansão do tratamento do cancro pelas unidades sanitárias, deve investir na prevenção da doença.

A fonte disse ainda que a formação de quadros qualificados dominou também os debates da conferência. (RM)

Read 617 times