Top Ad
Millenium Bim
www.bimcom
A sua banca aqui consigo
Matola Gas Company
www.mgc.com
A força da energia limpa moçambiana!
×

Alerta

Falha ao carregar ficheiro XML

Moçambique chamado a participar nas instâncias de decisão sobre o clima

Published in Breves
sexta, 08 novembro 2019 20:16

Moçambique deve fazer parte das instâncias internacionais de decisão sobre o clima, porque é um dos três países mais vulneráveis às mudanças, considerou esta sexta-feira o Observatório Ambiental (Observa), uma organização moçambicana de investigadores independentes sobre matérias climáticas.

 

"Moçambique é um dos três países mais vulneráveis às mudanças climáticas no mundo, é necessário que o pesquisador moçambicano tenha espaço para discutir nesses fóruns internacionais, discutir e decidir, acima de tudo, sobre como pensar a política pública mundial", disse à Lusa o geógrafo e membro do Observa José Maria Langa.

Langa defendeu que o país deve fazer ouvir a sua voz sobre questões ambientais nos centros de debate e decisão internacional, falando à margem do "Seminário Técnico-Científico sobre Mudanças Climáticas", que terminou hoje em Maputo.

A acção climática internacional não terá eficácia se for decidida pelos países mais ricos sem a presença dos estados mais afectados pelas mudanças climáticas, defendeu.

"Quem decide sobre a política global sobre o meio ambiente não é Moçambique, mas quem é afectado é Moçambique e outros países pobres", frisou.

Mas para que o país tenha influência na acção climática internacional, a comunidade científica moçambicana deve produzir pesquisas com incidência nos impactos das mudanças climáticas nas populações locais, defendeu José Maria Langa.

"O que faz uma pesquisa séria não é quem faz, é o que o pesquisador estuda e como ele estuda, se o pesquisador aplicou o método científico, produziu conhecimento, essa pesquisa é séria", frisou Langa.

Nesse sentido, prosseguiu, os pesquisadores moçambicanos sobre matérias climáticas devem estar atentos ao conhecimento produzido noutros países do mundo para avaliar se é adaptável ao contexto nacional.

Durante o "Seminário Técnico-Científico sobre Mudanças Climáticas" foi decidida a criação de grupos técnicos, que vão integrar pesquisadores de oito áreas temáticas afectadas pelo clima, para a produção de pesquisas que apontem caminhos visando a luta contra as mudanças climáticas.

A passagem dos ciclones Idai e Kenneth no Centro e Norte de Moçambique em menos de 30 dias é apontada como um exemplo de o país está a ser um dos mais atingidos pelo impacto das mudanças climáticas.

Os dois ciclones provocaram mais de 600 mortos e mais de três mil milhões de euros de prejuízos, segundo números oficiais. (RM)

Read 244 times

Escolha do editor

Publicidade

Cultura

Edson Macuácua lança duas obras científicas

Edson Macuácua lança duas obras científicas

O Primeiro-ministro de Moçambique, Carlos Agostinho do Rosário, encoraja Edson Macuácua a continuar...

Sociedade

Rádios Online

Antena Nacional

EP Gaza

EP Sofala

RM Desporto

EP Nampula

Inquerito

O que acha do nosso novo website?

Meteorologia

Maputo, MZ

Programação

Contacto

Direcção de Informação: email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.; Fixo 21 42 99 08, Fax 21 42 98 26 | Rua da Radio N 2, P.O.Box 2000 | Rádio Moçambique, EP

Conecte-se Connosco