Top Ad
Millenium Bim
www.bimcom
A sua banca aqui consigo
Matola Gas Company
www.mgc.com
A força da energia limpa moçambiana!
×

Alerta

Falha ao carregar ficheiro XML
Destaques

Destaques (615)

O Presidente da República, Filipe Nyusi, participa a partir desta terça-feira, em Kigali, República do Ruanda, na Conferência dos Chefes de Estado e de Governo da União Africana sobre a Criação da Zona de Comércio Livre Continental.

Arranca hoje, em todo país, o recenseamento eleitoral com vista as eleições autárquicas de 10 de Outubro próximo.

O processo a decorrer até ao dia 17 de Maio próximo, vai decorrer nas 53 autarquias do país, onde serão instalados três mil e duzentos postos a funcionar das 7 às 18 horas.

Previsões iniciais dos órgãos eleitorais indicam que poderão ser inscritos cerca de oito milhões e quinhentos mil potenciais eleitores.

A Comissão Nacional de Eleições (CNE) exorta os moçambicanos a afluir em massa aos locais de recenseamento. O acto abrange os cidadãos nacionais com 18 anos ou mais, e os que completam esta idade até ao dia 10 de Outubro. Entretanto, um pouco por todo o país, já estão criadas as condições para o arranque do censo eleitoral.

A propósito do censo eleitoral, o Presidente da República, Filipe Nyusi e Esposa, Isaura Nyusi, recensearam-se, esta segunda-feira, na Escola Secundária Josina Machel, em Maputo, em cumprimento do seu dever de cidadãos.

Entretanto, num comício por si orientado há dias, no distrito do Dondo, província de Sofala, o Chefe do Estado apelou aos moçambicanos com idade de votar a recensearem-se. ( RM )

Moçambique e O Presidente da República, Filipe Jacinto Nyusi, disse hoje que as relações entre os dois povos nascem da proximidade das fronteiras e também das afinidades étnico-culturais que reforçam essa irmandade, construída com muito sacrifício durante a longa e tortuosa noite colonial. 

O Chefe do Estado falava durante o almoço oferecido pela visita que Presidente da África do Sul, Cyril Ramaphosa, efectua a Moçambique, no seu périplo por alguns países da África Austral.

Segundo o Chefe do Estado, para a continuidade e consolidação destas relações, Moçambique privilegia a cooperação económica-empresarial e político-diplomático, para que se materialize a visão de paz e o progresso dos libertadores dos dois países.

“Servirmo-nos deste ensejo para fazer menção à qualidade das longínquas relações entre Moçambique e África do Sul, onde se destaca, a complementaridade e a cooperação que fazem dos dois países parceiros naturais”, disse o Presidente Nyusi, acrescentando que já é tempo de elevar estas relações para outros patamares, para delas se colher benefícios rumo ao progresso dos dois países e povos.

“O nosso Governo estabeleceu como prioridade a maximização das vantagens comparativas para promover a competitividade das nossas economias, no contexto bilateral e da integração regional, e por isso há necessidade de continuidade da implementação célere dos instrumentos de cooperação existentes, e dos que, em função dos interesses das partes, possam vir a ser criados”, referiu o Presidente Nyusi.

Por seu turno, o Presidente da República da África do Sul, Cyril Ramaphosa, agradeceu ao Presidente Nyusi pela recepção envolvente que ofereceu a si e à sua delegação, acrescentando que a presente visita que visa mostrar o respeito que o povo da África do Sul tem pelo Chefe do Estado moçambicano, assim como pelo seu povo.

“Achamos um grande privilégio visitar o povo do país irmão, porque estes dois países tem ligações históricas, culturais, políticas e económicas, que são fortificadas pela contínua relação entre os dois povos, que somente estão separados pela fronteira, mas que são um e único povo”, disse o Presidente sul-africano.

Para Ramaphosa, a sua visita a Moçambique visa fortificar as relações e estabelecer bases e fundações sólidas, tanto na área económica, no comércio e outras, assim como para ter a certeza que os dois povos caminham juntos para o futuro.(RM /GP)

Moçambique e África do Sul fortalecem laços de amizade e cooperação.

Com efeito, o Presidente sul-africano, Cyril Ramaphosa, efectua, hoje, uma vista de um dia à Moçambique.

Um dos pontos mais altos da visita serão as conversações oficiais entre o Chefe do Estado moçambicano, Filipe Nyusi,e o seu homólogo sul-africano, em Maputo.

A visita de Ramaphosa tem como objectivo fortalecer e aprofundar os laços históricos de solidariedade, amizade e de cooperação política, económica, social e cultural entre Moçambique e África do Sul.

Os dois estadistas vão ainda avaliar o estágio da cooperação bilateral.

Cyril Ramaphosa visita Moçambique pela primeira vez desde que tomou posse, em Fevereiro, como presidente da África do Sul. (RM)

O Conselho Técnico de Gestão de Calamidades analisa, esta sexta-feira em Maputo, em sessão extraordinária, o impacto da praga da lagarta do funil de milho, mosca da fruta e a doença do mal do Panamá, na produção agrícola.

Um documento recebido na nossa Redacção indica que no encontro, os membros deste órgão vão tomar decisões para o controlo destas pragas que estão a condicionar a actividade agrícola no país.

A reunião segue-se a decisão do Governo em investir mais de 168 milhões e seiscentos mil meticais na vigilância e prevenção de novas pragas, no período entre 2018-2021, nas principais fronteiras nacionais.

O plano de acção deverá incidir sobretudo no controlo da Lagarta do funil do milho, mosca da fruta, amarelecimento letal do coqueiro, lagarta mineira do tomateiro e mal do Panamá, bem como necrosa letal do milho. ( RM )

O sector da Saúde estabeleceu, o prazo de 30 dias, para o grupo especializado, apresentar um plano de eliminação da transmissão vertical do HIV/Sida e da sífilis no país.

A decisão foi tomada na última reunião do Programa nacional de controlo das Infecções de Transmissão sexual, HIV e Sida, do Ministério da Saúde, que vinha decorrendo, desde última terça-feira.

O programa recomenda, ainda, a aceleração do sistema de vigilância às Infecções de Transmissão sexual, para monitorar situações de resistência aos antibióticos e o reforço das intervenções a nível da população prisional. (RM)

Prossegue, em Nampula, a contagem dos votos da segunda volta da eleição intercalar realizada esta quarta-feira.   

Em trezentas e quarenta, das quatrocentas e uma mesas, Amisse Cololo, candidato da Frelimo soma trinta e quatro mil quinhentos e oitenta e três votos, o correspondente a 44.2%.

Paulo Vahanle, candidato da Renamo conta com quarenta e oito mil novecentos  e vinte e cinco votos o que corresponde a uma percentagem de 55.8%.

Fora igualmente contabilizados nas trezentas e quarenta mesas, faltando por contabilizar ainda sessenta mesas, seiscentos e noventa e oito votos em branco e novecentos e sessenta e dois votos nulos.

Numa primeira avaliação, “a eleição decorrei de uma forma ordeira e pacífica”, segundo a Sala da Paz, uma plataforma de monitora em observação eleitoral, constituída por organizações da sociedade civil.

“A Polícia portou-se bem na protecção dos locais de votação, o problema de cadernos eleitorais foi ultrapassado e nenhum eleitor foi impedido de votar por falta de cartão de eleitor”, refere a Sala das Paz.

A Rádio Moçambique vai continuar a trazer mais informação sobre a contagem dos votos da segunda volta da eleição intercalar realizada, esta quarta-feira, na cidade de Nampula. (RM Nampula)

Três pessoas morreram vítimas de descargas eléctricas e quatro por afogamento, este ano, na sequência das chuvas qua caiem na província da Zambézia

Três pessoas morreram vítimas de descargas eléctricas e quatro por afogamento, este ano, na sequência das chuvas qua caiem na província da Zambézia

NO mesmo período, as chuvas destruíram totalmente sessenta e duas salas de aula e inundaram mais de duzentos hectares de culturas agrícolas diversas e mais de cento e quarenta quilómetros de estrada estão em risco de danificação.

Chinde, Mopeia, Mocuba, Milange, Dere, Maganja da Costa, Morrumbala, Nicoadala e Pebane são os distritos mais afectados pelas intempéries.

A delegada do Instituto Nacional de Gestão de Calamidades (INGC) na Zambézia, Maria Madalena Lúcio, que revelou o facto, durante a quinta sessão do governo provincial, disse que a situação está normalizada e caso agrave-se, o INGC está pronto a intervir. (RM Zambézia)

Homens armados voltam a atacar aldeia de Chitolo, no distrito de Mocímboa da Praia, em Cabo Delgado.

Na sequência do ataque ocorrido na noite de segunda-feira, os homens armados mataram uma pessoas, queimaram cinquenta casas e saquearam bens da população.

As Forças da Defesa e Segurança já estão na Aldeia Chitolo, que fica localizada a cerca de vinte quilómetros da sede da localidade Unango, um dos sítios onde ocorreu o primeiro ataque dos homens armados a uma unidade policial e da Força de protecção de recursos naturas, no dia 4 de Outubro do ano passado.

Este é o regresso das atrocidades protagonizadas por homens armados, depois de uma relativa acalmia nos distritos de Nangade, Mocímboa da Praia e Palma, onde a população já tentava retomar as suas actividades normais. (RM C. Delgado)

O Presidente da República, Filipe Nyusi, dirige esta manhã, em Michafutene, distrito de Marracuene, província de Maputo, a décima terceira Cerimónia de Graduação em Ciências Policiais.

Trata-se de um acto que acontece num momento em que a Academia de Ciências Policiais, uma instituição de ensino superior, prepara-se para o lançamento do programa das celebrações dos 20 anos da sua criação.

A ACIPOL ministra cursos de licenciatura, mestrado académico e mestrado profissional em Ciências Policiais, tendo como finalidade assegurar a prestação de um serviço policial de qualidade na prevenção e combate à criminalidade. (RM)

Escolha do editor

Publicidade

Cultura

Maputo acolhe Segunda Edição do Encontro de Culturas

Maputo acolhe Segunda Edição do Encontro de Culturas

A cerimónia de lançamento do evento, a ter lugar segunda-geira, no Centro Cultural Moçambique-França...

Rádios Online

Antena Nacional

EP Gaza

EP Sofala

RM Desporto

EP Nampula

Inquerito

O que acha do nosso novo website?

Meteorologia

Maputo, MZ

Programação

Contacto

Direcção de Informação: email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.; Fixo 21 42 99 08, Fax 21 42 98 26 | Rua da Radio N 2, P.O.Box 2000 | Rádio Moçambique, EP

Conecte-se Connosco