×

Alerta

Falha ao carregar ficheiro XML

Director do África CDC voluntaria-se para ensaio clínico credível

Written by 
Published in Ciência & Tecnologia
quinta, 23 abril 2020 13:08
Rate this item
(0 votes)

O director do Centro de Controlo e Prevenção de Doenças da União Africana (África CDC) disse esta quinta-feira que será o primeiro a voluntariar-se para um ensaio clínico "adequado e credível", rejeitando a utilização dos africanos como cobaias.

 

"Os africanos são perfeitamente capazes de coordenar e implementar ensaios clínicos, mas o que emerge é que os africanos vão ser usados para testar vacinas como se fossem cobaias, e isso é errado; se houver uma vacina credível e adequada eu serei o primeiro a testá-la", prometeu John Nkengasong.

O responsável aludia a uma posição expressa no início do mês por dois médicos franceses, que sugeriram a realização de testes de vacinas contra a covid-19 em África.

Durante a conferência de imprensa semanal, realizada em formato virtual, o director do África CDC defendeu que "os critérios aplicados nos Estados Unidos, na Europa ou na Ásia devem ser aplicados aqui" e argumentou que "os africanos devem participar em todos os tipos de pesquisa, não apenas como participantes nos ensaios, mas também como coordenadores, cientistas e investigadores, porque há muitos africanos capazes que sabem como fazer ensaios clínicos".

John Nkengasong deu o exemplo da experiência de vários países na abordagem ao Ébola e lembrou que "a vacina para esta doença foi feita em África".

Questionado sobre a relação com a China e sobre o papel deste país na divulgação de informações sobre a doença logo no início, o director do CDC África respondeu que primeiro é preciso vencer a pandemia.

"Agora estamos em guerra com a covid-19, temos de nos focar em estratégias para ganhar, e é demasiado cedo; quando isto acabar todos vamos avaliar o papel não só da China, mas de todos, e também de África enquanto continente, ver o que sabemos e o que fizemos, mas será uma análise depois da guerra ganha, e aí vamos apurar responsabilidades e definir estratégias para o futuro", afirmou.

De acordo com o CDC, nas últimas 24 horas, o número de mortos registados subiu de 1.191 para 1.242 enquanto as infecções aumentaram de 24.686 para 25.937.

O número total de doentes recuperados subiu de 6.425 para 6.534.

O norte de África mantém-se como a região mais afectada pela doença com 10.990 casos, 867 mortos e 2.763 doentes recuperados.

Na África Ocidental, há registo de 6.183 infecções, 158 mortos e 1.794 doentes recuperados.

A África Austral contabiliza 77 mortos em 3.893 casos de covid-19 e 1.123 doentes recuperados.

A pandemia afecta 52 dos 55 países e territórios de África, com cinco países -- África do Sul, Argélia, Egipto, Marrocos e Camarões - a concentrarem quase metade das infecções pelo novo coronavírus e mais de dois terços das mortes associadas à doença. (RM-NM)

Read 346 times

Escolha do editor

Publicidade

Rádios Online

Antena Nacional

EP Gaza

EP Sofala

RM Desporto

EP Nampula

Inquerito

O que acha do nosso novo website?

Meteorologia

Maputo, MZ

Programação

Contacto

Direcção de Informação: email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.; Fixo 21 42 99 08, Fax 21 42 98 26 | Rua da Radio N 2, P.O.Box 2000 | Rádio Moçambique, EP

Conecte-se Connosco