×

Alerta

Falha ao carregar ficheiro XML

Serviços de informação dos EUA rejeitam teoria de criação do vírus

Written by 
Published in Ciência & Tecnologia
quinta, 30 abril 2020 17:49
Rate this item
(0 votes)

As agências de informação dos Estados Unidos concluíram que o novo coronavírus "não foi criado por humanos nem foi geneticamente modificado", mas ainda estão a analisar a hipótese de acidente num laboratório chinês.

A comunidade de serviços de inteligência também concorda com o amplo consenso científico de que o novo coronavírus não foi criado por humanos nem foi geneticamente modificado", disseram os serviços de inteligência, num comunicado hoje divulgado.
Os serviços de informação dizem que continuarão a "examinar rigorosamente" os dados que venham a surgir no futuro, para determinar se "o surto começou através do contacto com animais infectados ou se foi o resultado de um acidente num laboratório em Wuhan".
A declaração do gabinete do director dos serviços de inteligência norte-americanos acontece quando o Presidente Donald Trump e os seus apoiantes têm divulgado a teoria não comprovada de que um laboratório de doenças infecciosas em Wuhan, ponto originário do surto da pandemia, pode ter estado na origem da propagação do novo coronavírus.
O Governo chinês disse hoje que quaisquer alegações sobre o novo coronavírus ter origem no laboratório de Wuhan "são infundadas e fabricadas do nada", repetindo uma alegação que defende há algumas semanas.
Nos últimos dias, o Governo dos EUA aumentou o tom acusatório contra Pequim, acusando as autoridades chinesas de não terem agido com rapidez suficiente para impedir a propagação do vírus ou ter alertado o mundo para o risco da pandemia.
O Presidente dos EUA tem-se referido ao assunto com progressiva frequência e o secretário de Estado, Mike Pompeo, disse esta semana que "o simples facto de a China não ter compartilhado informações é muito revelador".
Pompeo desafiou mesmo a China a permitir a entrada de especialistas estrangeiros no laboratório de Wuhan, para que se possa "determinar com precisão onde o vírus teve origem".
"Sabemos que o instituto de virologia está apenas a alguns quilómetros de distância do mercado de Wuhan", insinuou o chefe da diplomacia norte-americana.
As autoridades dos EUA dizem que a sua embaixada em Pequim sinalizou preocupações sobre possíveis problemas de segurança no laboratório de Wuhan, em 2018, mas reconhecem que não há provas de que o novo coronavírus tenha tido aí a sua origem.
A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 227 mil mortos e infectou quase 3,2 milhões de pessoas em 193 países e territórios.
A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de Dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.
Para combater a pandemia, os governos mandaram para casa 4,5 mil milhões de pessoas (mais de metade da população do planeta), encerraram o comércio não essencial e reduziram drasticamente o tráfego aéreo, paralisando sectores inteiros da economia mundial. (RM/NMinuto)

 

Read 886 times

Escolha do editor

Publicidade

Cultura

Feira do Livro de Maputo 2020 abre hoje

Feira do Livro de Maputo 2020 abre hoje

O presidente do Conselho Municipal de Maputo, Eneas Comiche, e a ministra da Cultura e Turismo, Elde...

Rádios Online

Antena Nacional

EP Gaza

EP Sofala

RM Desporto

EP Nampula

Inquerito

O que acha do nosso novo website?

Meteorologia

Maputo, MZ

Programação

Contacto

Direcção de Informação: email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.; Fixo 21 42 99 08, Fax 21 42 98 26 | Rua da Radio N 2, P.O.Box 2000 | Rádio Moçambique, EP

Conecte-se Connosco