×

Alerta

Falha ao carregar ficheiro XML

"Não me arranja problemas" busca internacionalização

Published in Cultura
terça, 22 outubro 2019 17:53
Rate this item
(0 votes)

O artista Mr. Bow juntou os músicos Yuri da Cunha, de Angola, e Jah Prayzah, do Zimbabwe, para uma participação no remix do seu sucesso musical ‘Não me arranja problemas’.

 

O intuito deste projecto, que conta com a parceria de instituições como a Cervejas de Moçambique, BCI, Vodacom, entre outras, é não só internacionalizar esta música, mas igualmente dar uma crescente visibilidade à música moçambicana no estrangeiro.

O áudio deste número musical já foi gravado, estando em curso a preparação do vídeo. Para breve está também a apresentação pública do produto final. A nova música é cantada em changana, shona, quicongo e português. A letra é diferente da do original, mas a mensagem é a mesma.

Em conferência de imprensa concedida esta segunda-feira, no auditório do BCI, em Maputo, Mr. Bow referiu que “a nossa música tem espaço para se mostrar no mercado internacional, razão pela qual convidei os meus irmãos Yuri da Cunha e Jah Prayzah que são grandes referências musicais. O que queremos é ver os nossos povos a cantarem a nossa música, o nosso ritmo. O objectivo é fazer com que a nossa música esteja na lista da música africana, como referência”.

Do Zimbabwe, o projecto conta com o jovem Jah Prayzah, tido no seu país como o Oliver Mtukudzi do momento. Mukudzeyi Mukombe é o seu nome de registo, e Jah Prayzah provém de Mukudzeyi, que significa louvai-o. Este artista expressou a sua grande satisfação por estar pela primeira vez em Maputo. “Eu e o Mr. Bow somos muito bons amigos. Conhecemo-nos no Coke Studio, no Quénia. Eis-nos, agora, neste novo projecto” – disse, saudando a iniciativa, e vaticinou: “Acreditem que esta não é a última colaboração com o Mr. Bow. Estamos a trabalhar em novas coisas”.

Já o renomado Yuri da Cunha relembrou os desafios que travou no seu próprio país. O primeiro para quebrar preconceitos em relação ao semba, que era considerado, pelos jovens, música dos mais velhos. O segundo consistia em “mostrarmos a nossa música ao mundo. Claro que a luta já tinha sido iniciada muito antes, por grandes artistas como Bonga, Paulo Flores, Eduardo Paim e outros. Em 2009, demos mais um passo, abrindo mais a porta para a nossa música em Portugal. Daí o nosso sonho começou a ser maior. Decidimos virar-nos para África, conseguimos também” – disse, salientando que tal como aconteceu em Angola, o presente projecto tem tudo para ser um sucesso. Porém, alertou: “como africano, vou pedir que deixemos as nossas coisas erradas, os ciúmes, a inveja. Comecemos agora de verdade a apoiar uns aos outros. […] Se não estivermos juntos não vai dar certo.”

Mr. Bow é um dos músicos moçambicanos da actualidade mais premiados. No domingo, 20 de Outubro, Bow foi nomeado melhor artista masculino da Comunidade dos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOP). (RM)

Read 856 times

Escolha do editor

Publicidade

Cultura

Sociedade

Rádios Online

Antena Nacional

EP Gaza

EP Sofala

RM Desporto

EP Nampula

Inquerito

O que acha do nosso novo website?

Meteorologia

Maputo, MZ

Programação

Contacto

Direcção de Informação: email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.; Fixo 21 42 99 08, Fax 21 42 98 26 | Rua da Radio N 2, P.O.Box 2000 | Rádio Moçambique, EP

Conecte-se Connosco