As inundações mais mortíferas na Europa dos últimos 20 anos

Publicado: 15/07/2021, 18:13
Categoria:

As chuvas e inundações que estão a fustigar, nos últimos dias, a Alemanha, a Bélgica, o Luxemburgo e Países Baixos e já provocaram quase 50 mortos, estão entre as piores catástrofes meteorológicas do continente.

 

A seguinte lista marca as situações de mau tempo mais mortíferas dos últimos 20 anos na Europa.

Em meados de Maio de 2014, 77 pessoas, incluindo 51 na Sérvia, 24 na Bósnia e duas na Croácia, morreram nas piores enchentes que atingiram os Balcãs num século.

Quase dois milhões de pessoas foram vítimas dessas inundações e deslizamentos de terra e 150.000 tiveram de ser deslocadas.

Os danos materiais são estimados em 2.000 milhões de euros na Bósnia e entre 1.500 e 2.000 milhões na Sérvia.

Em Agosto de 2005, chuvas torrenciais causaram grandes inundações na Europa central e oriental, matando 70 pessoas: 34 pessoas morreram na Roménia, 26 na Bulgária, seis na Suíça, quatro na Áustria, uma na Alemanha.

Os danos foram avaliados em mais de 1.100 milhões de euros.

Em Agosto de 2002, as enchentes duraram várias semanas e atingiram vários países europeus, matando 69 pessoas.

O balanço na Alemanha foi sem precedentes, com 27 mortes e 18.600 milhões de euros em prejuízos, principalmente na Saxónia.

A Áustria foi também afectada, com oito mortes. Na República Checa, 17 pessoas morreram, 220.000 foram retiradas e os prejuízos chegaram aos 1.7000 milhões de euros, enquanto a Roménia também registou 17 vítimas mortais.

Combinando ventos violentos e uma maré de equinócio de alto coeficiente, a tempestade Xynthia matou 59 pessoas em vários países da Europa ocidental em Fevereiro de 2010.

As inundações devastaram principalmente uma parte do oeste da França, causando 47 mortes, incluindo 29 apenas na comuna de La Faute-sur-Mer, com danos estimados em 1.500 milhões de euros.

O impacto do temporal matou ainda cinco pessoas na Alemanha, três em Espanha, uma em Portugal e uma na Bélgica.

Em Outubro de 2009, inundações e deslizamentos de terra causados por chuvas torrenciais deixaram 25 mortos e 10 desaparecidos na região de Messina, no leste da Sicília.

Em três horas, 250 milímetros de precipitação caíram sobre a região, causando 700 sinistros.

No outono de 2018, uma semana de mau tempo marcada por fortes chuvas acompanhadas de ventos que chegaram aos 180 quilómetros por hora em algumas regiões, matou mais de 30 pessoas em Itália, incluindo 12 na Sicília a 03 de Novembro.

Naquele dia em particular, nove membros da mesma família morreram afogados em Casteldaccia, uma cidade costeira a leste de Palermo, quando a água e a lama de um rio transbordado submergiram à casa onde estavam a jantar.

Em 29 de Outubro, Veneza sofreu uma das piores elevações marítimas da sua história recente, com um pico de 1,56 metros. (RM-NM)

Pesquisar

Últimas Notícias

Rádio Moçambique

Rua da Rádio N 2, P.O.Box 2000 | Rádio Moçambique, EP
Email: info@rm.co.mzFixo: +258 21 42 99 08Fax: +258 21 42 98 26
Subscreva agora

Bem-vindo ao nosso Centro de Subscrição de Newsletters Informativos. Subscreva no formulário abaixo para receber as últimas notícias e actualizações da Rádio Moçambique.

Instale a nossa App

crosschevron-down linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram