Ataque em base militar de cidade da Somália provoca pelo menos 12 mortos

Publicado: 27/06/2021, 17:57
Categoria:

Pelo menos 12 pessoas morreram hoje num ataque perpetrado pelo grupo fundamentalista islâmico al-Shabaab numa base militar e em casas civis no centro da Somália, informaram fontes paramilitares e locais

De acordo com várias fontes, o grupo fundamentalista tinha como alvo uma base que abrigava militares governamentais, no estado autoproclamado autónomo de Galmudug, perto da cidade de Wisil, localizada a cerca de 700 quilómetros da capital do país, Mogadíscio.
"É muito difícil saber o número exacto, mas temos a indicação de que 12 pessoas, das quais seis militares, morreram em Wisil", disse o comandante de uma unidade paramilitar de Galmudug, Abdirahman Adan, sublinhando que "também há vítimas civis".
Segundo Adan, os agressores foram "repelidos" e "muitos deles morreram", mas, referiu, não é ainda possível determinar um número certo.
Um líder comunitário de Wisil, Abdullahi Sahal, confirmou o número de 12 mortos, referindo também que seis eram civis e seis eram militares, enquanto um outro comandante paramilitar, Mohamed Mire, adiantou que o ataque teve início com a explosão de um veículo carregado de explosivos.
"Depois da explosão de um carro-bomba, começaram a atirar fortemente, mas as forças de segurança estavam completamente preparadas e forçaram os terroristas a retirarem-se e com baixas", afirmou.
"Temos total controlo da situação e estamos a perseguir aqueles que restam", acrescentou.
Por sua vez, o grupo al-Shabaab, referiu ter matado 34 soldados, governamentais e locais, na base militar.
"Houve uma grande explosão que atingiu a cidade antes de começar o pesado tiroteio, ao início da manhã. O combate continuou durante mais de uma hora antes dos guerrilheiros do al-Shabaab se retirarem" contou um residente, enquanto outro morador da zona adiantou ter visto três soldados mortos e outros 10 feridos.
Também hoje, a região semiautónoma de Puntland, no norte da Somália, anunciou ter executado 21 alegados membros do al-Shabaab que tinham sido condenados por um tribunal militar local.
"Hoje, 27 de Junho de 2021, foi imposta a pena de morte aos terroristas que se acostumaram a derramar o sangue do povo", disse aos jornalistas o coronel Mumin Abdi Shire, comandante da região. Mudug, em Puntland.
Este é o maior número de pessoas executadas ao mesmo tempo na Somália. (RM /NMinuto)

Pesquisar

Últimas Notícias

Rádio Moçambique

Rua da Rádio N 2, P.O.Box 2000 | Rádio Moçambique, EP
Email: info@rm.co.mzFixo: +258 21 42 99 08Fax: +258 21 42 98 26
Subscreva agora

Bem-vindo ao nosso Centro de Subscrição de Newsletters Informativos. Subscreva no formulário abaixo para receber as últimas notícias e actualizações da Rádio Moçambique.

Instale a nossa App

crosschevron-down linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram