Caso Dívidas Não Declaradas: Prossegue audição à ré Ângela Leão

Publicado: 17/09/2021, 5:41
Categoria:

Prossegue, esta sexta-feira, a audição à ré Ângela Leão no julgamento do caso Dívidas Não Declaradas

 

Ontem, a ré Ângela Leão admitiu ter feito parte da Mulepe, empresa indicada para servir de veículo na implementação do projecto de protecção da Zona Económica Exclusiva de Moçambique.

Trata-se de uma empresa que tinha como sócios Cipriano Mutota, Gregório Leão e Leonardo Pene.

A participação da ré Ângela Leão nesta empresa, surge em substituição do primo Benjamim Buque, que representava o esposo Gregório Leão.

Chamada a esclarecer o seu papel na Mulepe, Ângela Leão, disse que não chegou a exercer nenhuma função na Empresa, que é citada como implementadora do projecto de protecção da Zona Económica Exclusiva de Moçambique.

Entretanto, durante a audição, a ré Ângela Leão recusou qualquer ligação com o projecto de protecção da Zona Económica Exclusiva de Moçambique, mesmo havendo indícios de ter recebido e enviado emails ligados a Privinvest.

Relativamente aos emails recebidos e enviados da sua conta electrónica, a ré disse não reconhecer nenhum dos que foram apresentados pelo Ministério Publico.

Questionada sobre as razões que levaram com que os seus imóveis fossem pagos através do dinheiro da Privinvest, enviado na conta da Empresa M-Moçambique Construções, detido pelo réu Fabião Mabunda, a ré alegou ser incerta a acusação.

Neste Julgamento o Ministério Público, refere na sua acusação, que Ângela Leão, juntamente com o seu esposo Gregório Leão, alcançaram vantagem patrimonial em mais de 253 milhões de meticais, com os valores de subornos da Privinvest.

O valor foi enviado em várias parcelas para a conta da empresa do réu Fabião Mabunda, parte do qual serviu para o pagamento de imóveis no interesse da ré.

Ângela Leão é acusada da associação para delinquir falsificação de documentos e branqueamento de capitais.

Ainda hoje o tribunal judicial da cidade de Maputo deverá ouvir o réu Sidónio Sitoe acusado de ter simulado venda de imóveis ao casal Ângela e Gregório Leão, para depois devolver o dinheiro em parcelas.

O Julgamento do caso Dívidas Não Declaradas decorre no Estabelecimento Penitenciário Especial de Máxima Segurança da Machava, vulgo BO, na província de Maputo. (RM)

Pesquisar

Últimas Notícias

Rádio Moçambique

Rua da Rádio N 2, P.O.Box 2000 | Rádio Moçambique, EP
Email: info@rm.co.mzFixo: +258 21 42 99 08Fax: +258 21 42 98 26
Subscreva agora

Bem-vindo ao nosso Centro de Subscrição de Newsletters Informativos. Subscreva no formulário abaixo para receber as últimas notícias e actualizações da Rádio Moçambique.

Instale a nossa App

crosschevron-down linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram