Combates entre exército ucraniano e forças russas em Kiev

Publicado: 26/02/2022, 7:25
Categoria:

Confrontos entre o exército ucraniano e as forças russas estão hoje a decorrer, em Kiev, pelo controlo da cidade, dois dias depois da invasão da Ucrânia decidida pelo Presidente da Rússia

Violentos combates decorrem em Kiev", disse o serviço de comunicações especiais ucraniano, algumas horas depois de um apelo à mobilização lançado pelo Presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky.
O exército ucraniano afirmou ter destruído uma coluna de cinco veículos militares russos, incluindo um blindado, perto da estação de metropolitano Beresteiska, na avenida da Vitória, uma das principais ruas na zona noroeste de Kiev.
Pelas 03:00 TMG, o serviço de comunicações especiais ucraniano adiantou que forças russas estavam a tentar atacar uma central eléctrica no bairro Troieshchyna, no nordeste de Kiev.
"Nas ruas da nossa cidade estão a decorrer, neste momento, intensas acções militares. Mantenham a calma e sejam muito prudentes", pediu a câmara de Kiev, em comunicado.
De acordo com as autoridades locais, forças aerotransportadas russas terão aterrado num aeródromo em Vasilkov, a menos de 40 quilómetros de Kiev.
Os habitantes da cidade foram aconselhados a permanecer em abrigos, ou, se estiverem em casa, a não se aproximarem das janelas. Sirenes de alerta antiaéreo soaram, ao amanhecer, também em Kharkiv, uma grande cidade no leste da Ucrânia, próxima da fronteira com a Rússia, acrescentou o mesmo serviço.
O exército ucraniano também alertou para "combates violentos" a 30 quilómetros a sudoeste da capital, onde os russos "estavam a tentar largar paraquedistas".
A população de Kiev preparou-se para o pior, depois da mensagem do Presidente ucraniano: "esta noite, vão tentar tomar Kiev".
As declarações de Zelensky foram feitas numa mensagem vídeo, difundida na sexta-feira à noite, no 'site' da Presidência.
A Rússia lançou na quinta-feira de madrugada uma ofensiva militar na Ucrânia, com forças terrestres e bombardeamento de alvos em várias cidades, que já provocaram pelo menos mais de 120 mortos, incluindo civis, e centenas de feridos, em território ucraniano, segundo Kiev. A ONU deu conta de 100.000 deslocados no primeiro dia de combates.
O Presidente russo, Vladimir Putin, disse que a "operação militar especial" na Ucrânia visa "desmilitarizar e 'desnazificar'" o seu vizinho e que era a única maneira de o país se defender, precisando o Kremlin que a ofensiva durará o tempo necessário, dependendo de seus "resultados" e "relevância".
O ataque foi condenado pela generalidade da comunidade internacional e motivou reuniões de emergência de vários governos, incluindo o português, e da Organização do Tratado do Atlântico Norte (NATO), União Europeia (UE) e Conselho de Segurança da ONU, tendo sido aprovadas sanções em massa contra a Rússia. (RM/ NMinuto)

Últimas Notícias

Rádio Moçambique

Rua da Rádio N 2, P.O.Box 2000 | Rádio Moçambique, EP
Email: info@rm.co.mzFixo: +258 21 42 99 08Fax: +258 21 42 98 26
Subscreva agora

Bem-vindo ao nosso Centro de Subscrição de Newsletters Informativos. Subscreva no formulário abaixo para receber as últimas notícias e actualizações da Rádio Moçambique.

Instale a nossa App

crosschevron-down linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram