Covid-19: Banco Mundial anuncia crédito de recuperação económica em África

Publicado: 29/07/2020, 10:29
Categoria:

O Banco Mundial diz que Zona Africana de Comércio Livre Continental pode ser a tábua de salvação mundial para a recuperação económica dos efeitos da Covid-19.

 

O Banco Mundial anunciou um crédito com vista à recuperação da economia de África, abalada pela pandemia da Covid-19. 

A instituição financeira internacional diz que o crédito aos países africanos em desenvolvimento poderá permitir a injecção de 450 mil milhões de dólares para o comércio global.   

Num relatório citado pela ONU News, o Banco Mundial aponta as oportunidades existentes, para o desenvolvimento mundial, com a criação da Zona Africana de Comércio Livre Continental para reduzir a pobreza e expandir a inclusão económica.  

Se implementado na íntegra, o pacto do comércio pode estimular o aumento salarial para as mulheres e tirar 30 milhões de pessoas da pobreza extrema até 2035, em África.

Os cálculos foram feitos frisando que 2,4 por cento, equivalente a 153 mil milhões de dólares, pode resultar da liberalização de tarifas e redução de barreiras não-tarifárias.

A redução das burocracias, sobretudo nos procedimentos aduaneiros, e os custos de conformidade para empresas são medidas de simplificação do comércio que podem, de acordo com o relatório, cobrir os restantes 292 mil milhões de dólares, facilitando a integração de empresas na cadeia de abastecimento global e aumentando a resiliência dos países face a futuros choques económicos.

O Banco Mundial estima que, este ano, o prejuízo causado pela Covid-19 seja de 79 mil milhões de dólares em perdas de produção em África, tendo provocado importantes rupturas no comércio continental, incluindo em bens básicos, como suprimentos médicos e alimentos.

O facto, entende a instituição financeira, revela a necessidade urgente de se alcançar os ganhos da criação da Zona Africana de Comércio Livre Continental.

O economista-chefe do Banco Mundial para África, Albert Zeufack, defende, no entanto, uma implementação bem-sucedida e que inclua o monitoramento cuidadoso dos impactos sobre os trabalhadores de todos os países e sectores.

Entre as metas estão a remodelação de mercados e economias, tendo em vista a criação de novas indústrias e a expansão de sectores-chave em que os ganhos económicos globais variaram.

A implementação bem-sucedida da Zona Africana de Comércio Livre Continental ajudaria ainda a amortecer os efeitos negativos da Covid-19 sobre o crescimento económico, apoiando o comércio regional e cadeias de valores através da redução dos custos do comércio, lê-se no relatório do Banco Mundial.

A iniciativa forneceria, a longo prazo, um caminho para a integração e crescimento, reforçando as reformas nos países africanos. 

Outro benefício é o aumento do comércio inter-regional que permitiria as exportações dentro do continente dispararem para 81 por cento, enquanto a subida nos países não-africanos estaria em torno de 19 por cento.

Com o relatório que estamos a citar, o Banco Mundial pretende ajudar os países a implementarem políticas de maximização dos potenciais ganhos do acordo enquanto os riscos são minimizados.

A ideia é de atrair investimento estrangeiro e aumentar a competitividade, produtividade e a inovação das firmas africanas. (RM)

Pesquisar

Últimas Notícias

Rádio Moçambique

Rua da Rádio N 2, P.O.Box 2000 | Rádio Moçambique, EP
Email: info@rm.co.mzFixo: +258 21 42 99 08Fax: +258 21 42 98 26
Subscreva agora

Bem-vindo ao nosso Centro de Subscrição de Newsletters Informativos. Subscreva no formulário abaixo para receber as últimas notícias e actualizações da Rádio Moçambique.

Instale a nossa App

crosschevron-down linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram