Desactivada rede clandestina que fornecia energia a cerca de 20 mil consumidores ilegais na Matola   

Publicado: 26/05/2022, 11:26
Categoria:

A Empresa Electricidade de Moçambique desactivou uma rede clandestina que fornecia energia a cerca de 20 mil consumidores ilegais no município da Matola, província de Maputo. 

Os supostos burladores, que foram detidos em diferentes bairros do posto administrativo do Infulene e no distrito de Marracuene, cobravam aos clientes valores que variam de 3.500 a 20.000 meticais, entre outros tipos de chantagem.

Em conexão com o caso, foram detidos cinco cidadãos que se faziam passar por técnicos da EDM, segundo o director da empresa, em Infulene, Samuel Guambe.

“No cenário em Marracuene, tínhamos um famoso Lampião, que já andávamos a procura dele há mais de seis meses, faziam redes clandestinas, falsificavam contratos de energia, faziam inspecções usando uniforme da EDM e ameaçavam clientes que estavam em fraude, enquanto não estavam, e os clientes pagavam. Comunicamos a Polícia e começou um trabalho que encontramos cinco, mas acreditamos que há mais e vamos continuar a fazer o nosso trabalho junto da comunidade e com a própria polícia” afirmou. Estima-se que cinquenta por cento da energia consumida no Infulene é roubada.

Tags: ,,,,,

Pesquisar

Últimas Notícias

Rádio Moçambique

Rua da Rádio N 2, P.O.Box 2000 | Rádio Moçambique, EP
Email: info@rm.co.mzFixo: +258 21 42 99 08Fax: +258 21 42 98 26
Subscreva agora

Bem-vindo ao nosso Centro de Subscrição de Newsletters Informativos. Subscreva no formulário abaixo para receber as últimas notícias e actualizações da Rádio Moçambique.

Instale a nossa App

crosschevron-down linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram