Egipto: Blinken reúne-se com Al-Sisi e reforça planos de paz no Médio Oriente

Publicado: 26/05/2021, 15:30
Categoria:

O secretário de Estado norte-americano, Antony Blinken, encontrou-se esta quarta-feira com o presidente egípcio, Abdel Fattah al-Sisi, reafirmando a vontade comum de preservar o cessar-fogo entre Israel e o movimento Hamas da Palestina.

 

Após ter estado reunido com as autoridades palestinianas, na terça-feira, e antes de partir para a Jordânia, Blinken falou durante cerca de 100 minutos com o Presidente do Egipto e na presença do ministro dos Negócios Estrangeiros, Sameh Chouckri, e com o chefe dos serviços de informações, Abbas Kamel.

Ainda hoje de manhã, antes de partir para o Egipto, o chefe da diplomacia norte-americana encontrou-se com o Presidente israelita, Reuven Rivlin, a quem saudou de seguida, através da sua conta na rede social Twitter, pela forma como tem promovido "a coexistência, a tolerância e a paz".

Num comunicado oficial, Blinken confirmou hoje que os Estados Unidos vão fornecer uma ajuda de mais de 360 milhões de dólares aos palestinianos, num sinal de cooperação com o esforço de recuperação da Faixa de Gaza, duramente atingida pelos bombardeamentos israelitas dos últimos 15 dias.

Blinken, contudo, garantiu que a ajuda não deve favorecer o movimento islâmico Hamas, "que só trouxe miséria e desespero a Gaza".

O líder do Hamas, Yehiyeh Sinwar, já reagiu a este anúncio do secretário de Estado norte-americano dizendo que o seu movimento fica agradado com a notícia de ajuda humanitária internacional para a reconstrução do enclave palestiniano, desde que ela não venha de Israel.

Sinwar, que tem laços estreitos com o braço armado do movimento, disse que o Hamas recebe assistência militar de fontes externas, lideradas pelo arqui-inimigo de Israel, o Irão.

"Quando eu disse que não aceitamos dinheiro destinado à ajuda, é porque temos fontes de recursos confortáveis para pagar as nossas actividades", explicou Sinwar, que criticou Blinken por tentar fortalecer a Autoridade Palestiniana à custa do Hamas.

A Autoridade Palestiniana, liderada pelo presidente Mahmud Abbas da Fatah, governa sobre zonas limitadas da Cisjordânia e não tem controlo sobre Gaza, onde o Hamas ocupou o poder em 2007, iniciando uma cisão entre fações palestinianas que dura até hoje.

"Eles (norte-americanos) estão a tentar colocar mais lenha na fogueira da divisão palestiniana", concluiu Sinwar.

O secretário dos Negócios Estrangeiros britânico, Dominic Raab, também esteve esta quarta-feira em Israel, aproveitando o impulso da visita de Blinken.

Ecoando a mensagem do chefe da diplomacia norte-americana, Raab disse que o Reino Unido apoia o direito de Israel de se defender contra os disparos de foguetes do Hamas e tentará impedir que o dinheiro da ajuda para a reconstrução de Gaza chegue ao Hamas, prometendo também ajudar a Palestina a ser parte da solução no conflito.

"Queremos apoiar Israel, mas também queremos que os palestinianos encontrem um caminho para uma paz duradoura", acrescentou Raab. (RM-Angop)

Pesquisar

Últimas Notícias

Rádio Moçambique

Rua da Rádio N 2, P.O.Box 2000 | Rádio Moçambique, EP
Email: info@rm.co.mzFixo: +258 21 42 99 08Fax: +258 21 42 98 26
Subscreva agora

Bem-vindo ao nosso Centro de Subscrição de Newsletters Informativos. Subscreva no formulário abaixo para receber as últimas notícias e actualizações da Rádio Moçambique.

Instale a nossa App

crosschevron-down linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram