EMA encontra ligação entre inflamação rara do coração e vacinas mRNA

Publicado: 09/07/2021, 19:23

Regulador europeu também desaconselhou a vacina da Johnson & Johnson para pessoas com historial de uma hemopatia rara.

A Agência Europeia do Medicamento (EMA) encontrou uma possível ligação entre uma inflamação rara do coração e a toma da vacina da Pfizer e da Moderna, e aconselhou os pacientes com historial de uma hemopatia rara a evitar a vacina da Johnson & Johnson.
Segundo o regulador europeu, citado pela Reuters, condições como a miocardite e a pericardite devem ser listadas como possíveis efeitos secundários das vacinas da Pfizer e da Moderna, ambas com base na tecnologia mRNA (técnica de imunização mais inovadora, que recorre ao RNA mensageiro).
Estes casos ocorrem, sobretudo, nos primeiros 14 dias após a vacinação, com mais regularidade depois da segunda dose e em homens adultos mais jovens.
A EMA recomendou, ainda, que as pessoas com historial da síndrome de extravasamento capilar sistémico (uma condição rara na qual ocorrem derramamentos dos vasos mais pequenos para os músculos) não devem tomar a vacina da Johnson & Johnson. A vacina de toma única é a segunda a listar esta síndrome como efeito secundário, depois de, em junho, ter sido associado à AstraZeneca.
O regulador frisou, ainda, que é demasiado cedo para determinar se é necessário tomar mais do que as duas doses que são atualmente recomendadas para a maior parte das vacinas aprovadas. (RM /NMinuto)

 

Pesquisar

Últimas Notícias

Rádio Moçambique

Rua da Rádio N 2, P.O.Box 2000 | Rádio Moçambique, EP
Email: info@rm.co.mzFixo: +258 21 42 99 08Fax: +258 21 42 98 26
Subscreva agora

Bem-vindo ao nosso Centro de Subscrição de Newsletters Informativos. Subscreva no formulário abaixo para receber as últimas notícias e actualizações da Rádio Moçambique.

Instale a nossa App

crosschevron-down linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram