Ex-presidente da África do Sul condenado a quinze meses de prisão

Publicado: 29/06/2021, 10:23
Categoria:

O tribunal constitucional da África do Sul condenou hoje o ex presidente Jacob Zuma a 15 meses de prisão, por desrespeito a justica.

 

Desde a criação, em 2018, da comissão encarregada de investigar a corrupção generalizada, durante os seus nove anos no poder, Jacob Zuma, implicado por cerca de 40 testemunhos, multiplicou manobras para evitar ter de se explicar, acumulando recursos ou afirmando o seu direito ao silêncio.

Jacob Zuma recusou-se, várias vezes, a testemunhar perante a comissão que investiga a grande corrupção na África do Sul, apesar de ter sido notificado para o efeito.

Apenas uma vez Jacob Zuma esteve na comissão de inquérito, tendo ababdonado a sala sem autorização.

Algumas semanas mais tarde, num pedido bastante invulgar, a magistratura da África do Sul pediu ao antigo presidente para determinar por si próprio "a punição apropriada", antes da audiência de terça-feira.

Jacob Zuma, 79 anos, só testemunhou uma vez perante a comissão anticorrupção, em julho de 2019. Bateu rapidamente com a porta, ofendendo-se ao ser tratado como "um acusado".

Envolvido em escândalos, tinha sido forçado a demitir-se em 2018. Foi substituído pelo atual Presidente, Cyril Ramaphosa, que fez da luta contra a corrupção um cavalo de batalha, mas foi ele próprio chamado a testemunhar perante a comissão. (RM)

Pesquisar

Últimas Notícias

Rádio Moçambique

Rua da Rádio N 2, P.O.Box 2000 | Rádio Moçambique, EP
Email: info@rm.co.mzFixo: +258 21 42 99 08Fax: +258 21 42 98 26
Subscreva agora

Bem-vindo ao nosso Centro de Subscrição de Newsletters Informativos. Subscreva no formulário abaixo para receber as últimas notícias e actualizações da Rádio Moçambique.

Instale a nossa App

crosschevron-down linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram