Famílias em longas filas de espera para sair da Ucrânia de comboio

Publicado: 02/03/2022, 18:20
Categoria:

As filas para sair do país por via terrestre têm-se acumulado nas fronteiras da Ucrânia.

 

A saída de pessoas da Ucrânia, em consequência da invasão das tropas russas, provocou um aumento do número de viagens de comboio transfronteiriças.

Segundo a Euronews, há poucos bilhetes disponíveis para sair do país.

Este aumento, também provocado pelas longas filas que desde o início da invasão, a 24 de Fevereiro, se encontram nas fronteiras, e também pelo encerramento dos voos comerciais.

De acordo com a mesma publicação, há rotas adicionais que estão a ser agendadas de Kyiv para as regiões a leste da capital.

A maior parte das viagens têm como destino a Polónia, Hungria, Eslováquia e República Checa. 

Na galeria acima, poderá ver o exemplo de principal estação de comboios da cidade de Lviv, no oeste ucraniano, onde várias famílias aguardam pela sua vez de embarcar para passar a fronteira.

Segundo os números disponibilizados pela Ucrânia, cerca de 500 mil pessoas já saíram do país, e as mulheres, crianças e pessoas idosas estão a ter prioridade.

Os homens que tenham entre 18 a 60 anos não estão a conseguir sair do país, devido à imposição da Lei Marcial por parte do governo ucraniano.

A Rússia lançou na quinta-feira de madrugada uma ofensiva militar na Ucrânia, com forças terrestres e bombardeamento de alvos em várias cidades, que já mataram mais de 350 civis, incluindo crianças, segundo Kyiv.

A ONU deu conta de mais de 100 mil deslocados e mais de 836 mil refugiados na Polónia, Hungria, Moldova e Roménia.

O presidente russo, Vladimir Putin, disse que a "operação militar especial" na Ucrânia visa desmilitarizar o país vizinho e que era a única maneira de a Rússia se defender, precisando o Kremlin que a ofensiva durará o tempo necessário.

O ataque foi condenado pela generalidade da comunidade internacional e a União Europeia e os Estados Unidos, entre outros, responderam com o envio de armas e munições para a Ucrânia e o reforço de sanções para isolar Moscovo. (RM-NM)

Pesquisar

Últimas Notícias

Rádio Moçambique

Rua da Rádio N 2, P.O.Box 2000 | Rádio Moçambique, EP
Email: info@rm.co.mzFixo: +258 21 42 99 08Fax: +258 21 42 98 26
Subscreva agora

Bem-vindo ao nosso Centro de Subscrição de Newsletters Informativos. Subscreva no formulário abaixo para receber as últimas notícias e actualizações da Rádio Moçambique.

Instale a nossa App

crosschevron-down linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram