FMI defende que a reforma salarial em curso no país é necessária

Publicado: 07/11/2022, 23:22
Categoria:

O Fundo Monetário Internacional (FMI) defende que a reforma salarial em curso no país é necessária.

O representante residente do FMI em Moçambique, Alexis Mayer, refere que a opção do governo pela Tabela Salarial Única (TSU) para além de facilitar a mobilidade do funcionário público entre as instituições, vai melhorar a distribuição da massa salarial.

“Vimos que a ideia, o conceito da reforma salarial de simplificar a reforma e torná-la mais eficaz, facilita a mobilidade do funcionário público entre instituições e também tendo critérios claros de orientação e de classificação são muito sensatos. Isso permite na verdade, um aumento da eficácia da massa salarial e a longo prazo contém essa dinâmica”, disse.

O Representante Residente do FMI em Moçambique, que falava esta segunda-feira em Maputo sobre as perspectivas económicas e regionais da África subsaariana disse que a economia moçambicana tem-se mostrado resiliente, apesar de choques cíclicos decorrentes de crise internas e internacionais.

Defendeu que factores como a recuperação da confiança de Moçambique a nível internacional, situação da divida publica e a valorização da moeda, o metical, contribuíram para o comportamento da economia nacional. (RM)

Tags: ,

Pesquisar

Últimas Notícias

Rádio Moçambique

Rua da Rádio N 2, P.O.Box 2000 | Rádio Moçambique, EP
Email: info@rm.co.mzFixo: +258 21 42 99 08Fax: +258 21 42 98 26
Subscreva agora

Bem-vindo ao nosso Centro de Subscrição de Newsletters Informativos. Subscreva no formulário abaixo para receber as últimas notícias e actualizações da Rádio Moçambique.

Instale a nossa App

crosschevron-down linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram