Frelimo considera de duro golpe para Moçambique e África a morte de Kenneth Kaunda

Publicado: 19/06/2021, 12:35
Categoria:

O partido Frelimo diz ser um golpe para Moçambique e para o continente africano a morte do Presidente Kenneth Kaunda, regiões que ele ajudou a libertarem-se dos cárceres coloniais.

 

Em mensagem recebida na nossa redacção, o partido Frelimo diz que foi com profundo choque que tomou conhecimento da morte de Kenneth Kaunda, antigo Presidente da República de Zâmbia e fundador da UNIP, Partido libertador daquele Pais.

A Frelimo diz que o seu sentido abnegado e a sua entrega à causa libertadora de África, em particular Moçambique, do regime de opressão colonial, fizeram de Kaunda um dos embondeiros da gesta libertadora.

Homem de trato fácil, demostrou a sua generosidade ao acolher a Frelimo e a representação do governo português de então, para a assinatura dos acordos historicamente conhecidos como ‟Acordos de Lusaka”, a 7 de Setembro de 1974, que culminaram com a Independência de Moçambique a 25 de Junho de 1975. (RM)

Pesquisar

Últimas Notícias

Rádio Moçambique

Rua da Rádio N 2, P.O.Box 2000 | Rádio Moçambique, EP
Email: info@rm.co.mzFixo: +258 21 42 99 08Fax: +258 21 42 98 26
Subscreva agora

Bem-vindo ao nosso Centro de Subscrição de Newsletters Informativos. Subscreva no formulário abaixo para receber as últimas notícias e actualizações da Rádio Moçambique.

Instale a nossa App

crosschevron-down linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram