"Não iremos perdoar. Não iremos esquecer. Vamos fazer-vos pagar"

Publicado: 27/08/2021, 6:04
Categoria:

Joe Biden condenou os ataques em Cabul e deixou um aviso ao Estado Islâmico, na noite desta quinta-feira.

O presidente dos EUA, Joe Biden, fez uma declaração, esta quinta-feira, a partir da Casa Branca, após dois atentados suicidas junto ao Aeroporto de Cabul, no Afeganistão, que mataram 12 militares norte-americanos e dezenas de afegãos.
Joe Biden começou por salientar que os militares norte-americanos que morreram em Cabul neste ataque foram uns verdadeiros "heróis" que abraçaram uma "missão perigosa e altruísta para salvar a vida de outras pessoas".
"Eram parte do exército mais capaz, mais corajoso e mais competente à face da terra e são parte daquilo a que chamo a espinha dorsal da América. O melhor que o país tem para oferecer", vincou.
Apesar dos ataques, sublinhou o presidente norte-americano, nas últimas 12 horas, foram retiradas 7 mil pessoas do Afeganistão.
O momento alto da declaração do Chefe de Estado norte-americano aconteceu quando Biden prometeu "caçar e fazer pagar" os autores do duplo atentado bombista e do ataque armado junto ao aeroporto de Cabul, Afeganistão, atribuído ao grupo extremista Estado Islâmico (EI).
"Àqueles que levaram a cabo este ataque, assim como a todos aqueles que desejam ferir a América, entendam isto: Não iremos perdoar. Não iremos esquecer. Vamos atrás de vocês e vamos fazer-vos pagar. Vou defender os nossos interesses e as nossas pessoas com todas as medidas ao meu alcance", avisou, acrescentando que já pediu planos para atacar o ISIS-K.
"Vamos responder com força e precisão, no lugar que escolhermos, no momento que escolhermos", deixou no ar.
Já o mais emocionante foi quando Joe Biden se dirigiu às famílias afegãs e dos militares norte-americanos que morreram nos ataques de hoje.
"A Jill [mulher] e eu estamos de coração partido, como acredito que todos vocês, por todas aquelas famílias afegãs que perderam entes queridos, incluindo crianças pequenas, e pelo tantos feridos neste ataque terrível [...]. Estamos tão revoltados quanto desolados", frisou, acabando por recordar o seu filho Beau, que serviu no Exército e que morreu com um tumor cerebral.
"Perder alguém que amámos a perda é como ser sugado para um buraco negro sem saída", descreveu, em solidariedade com a dor destas famílias que agora perderam entre queridos.
Antes de terminar, com um minuto de silêncio pelas vítimas, Joe Biden garantiu ainda que os EUA têm "uma obrigação contínua, uma obrigação sagrada" para com todas "as famílias dos heróis" que ontem morreram.
Recorde-se que o líder do Comando Central dos Estados Unidos, general Kenneth McKenzie, confirmou, esta quinta-feira, 12 mortes e 15 feridos nos ataques desta tarde em Cabul.
Um responsável do Ministério da Saúde do governo afegão afirmou à BBC que o número de feridos é de, pelo menos 140, e que há pelo menos 60 mortos resultantes dos ataques. (RM /NMinuto)

Pesquisar

Últimas Notícias

Rádio Moçambique

Rua da Rádio N 2, P.O.Box 2000 | Rádio Moçambique, EP
Email: info@rm.co.mzFixo: +258 21 42 99 08Fax: +258 21 42 98 26
Subscreva agora

Bem-vindo ao nosso Centro de Subscrição de Newsletters Informativos. Subscreva no formulário abaixo para receber as últimas notícias e actualizações da Rádio Moçambique.

Instale a nossa App

crosschevron-down linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram