Pessoas com deficiência clamam pelo respeito dos direitos humanos dos doentes mentais

Publicado: 28/11/2020, 12:54
Categoria:

Pessoas com deficiência chamam atenção para a necessidade do respeito pelos direitos humanos nos doentes mantais evitando, por exemplo, o uso excessivo da força no seu atendimento.

 

 O Fórum das Associações Moçambicanas de Pessoas com Deficiência-FAMOD recorda que os direitos humanos não devem estar em falta na vida do doente mental.

O Famod efectuou este sábado uma visita aos doentes mentais internados no hospital psiquiátrico do Infulene em Maputo no âmbito das celebrações do três de Dezembro, dia Internacional da Pessoa com Deficiência.

O presidente do Famod, Cantol Pondja recordou que a pessoa com deficiência psicossocial precisa de carinha da família e apoio de toda a sociedade.

Já o enfermeiro Paulo Cuambe disse que o hospital psiquiátrico do infulene evita, ao máximo, o uso da força no atendimento dos doentes.

José Cartela, técnico da Comissão Nacional dos Direitos Humanos, disse que a instituição está atenta e a monitorar casos de violação dos direitos humanos na sociedade.

Na visita ao hospital psiquiátrico do Infulene o FAMOD ofereceu aos doentes produtos alimentares e de higiene.

No âmbito do três de Dezembro, dia Internacional da Pessoa com Deficiência, o FAMOD está a realizar diferentes actividades com destaque para encontros de reflexão sobre direitos da pessoa com deficiência. (RM)

Últimas Notícias

Rádio Moçambique

Rua da Rádio N 2, P.O.Box 2000 | Rádio Moçambique, EP
Email: info@rm.co.mzFixo: +258 21 42 99 08Fax: +258 21 42 98 26
Subscreva agora

Bem-vindo ao nosso Centro de Subscrição de Newsletters Informativos. Subscreva no formulário abaixo para receber as últimas notícias e actualizações da Rádio Moçambique.

Instale a nossa App

crosschevron-down linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram