PR anuncia novas medidas para travar avanço da Covid-19, no país

Publicado: 04/02/2021, 20:51
Categoria:

O Presidente da República, Filipe Nyusi, anunciou, esta quinta-feira, outras medidas restritivas para conter a propagação da Covid-19, marcado por aumento de casos positivos, internamentos e óbitos, no país.

 

De entre várias medidas Nyusi anunciou o recolher obrigatório, das 21 as 4 horas, de cidadãos da zona metropolitana de Grande Maputo, envolvendo as cidades de Maputo e Matola, vila municipal de Boane e Marracuene.

O recolher obrigatório deverá vigorar por um período de 30 dias, com início as zero horas de amanhã, sexta-feira.

“Não deve ser entendido como um confinamento total ou também conhecido por lockdown, os que já viveram nos países onde já houve lock down sabem, não é isso que estou a dizer. Esta é uma restrição de movimento que abrange apenas o período da noite. Este recolher obrigatório, não abrange os trabalhadores cuja natureza da sua actividade profissional, não permite a interrupção na prossecução do interesse público “ frisou.

 Na comunicação à Nação o Chefe do Estado anunciou outras medidas restritivas pra aos próximos 30 dias que incluem o encerramento de locais de culto, o adiamento da retoma das aulas presenciais, em todos os níveis e a suspensão do Moçambola.

 “ Ficam encerrados os locais de culto, conferências, reuniões e celebrações religiosas por um período de 30 dias, em todo o território nacional. Terceiro, são interditos os eventos sociais privados por um período de 30 dias, em todo território nacional, sem prejuízo dos actos de registo de casamentos que poderão continuar a decorrer com a observância rigorosa de medidas de prevenção e combate à pandemia da covid-19, restringindo-se ao máximo de 20 pessoas, obedecendo os horários estabelecidos. O horário de funcionamento de todos os estabelecimentos comerciais de grandes superfícies é das 9 as 19 horas; encontramos um pouco de alargamento para descongestionar e isso será de segunda-feira à sábado e das 9 às 16 horas aos domingos, sendo que os outros estabelecimentos que não excedem este limite, mantêm o horário normal de funcionamento. Os restaurantes devem funcionar até horário limite das 20h de segunda-feira ao domingo. Sexto, nos estabelecimentos comerciais e de restauração é obrigatória a definição da capacidade máxima e a sua respectiva fixação em locais bem visíveis da instituição, sendo que os gestores destes estabelecimentos são responsáveis pelo cumprimento. É proibida a venda de bebidas alcoólicas nas barracas nos termos da legislação específica, isso nem era preciso trazer esse decreto; barraca não é para vender bebida. Oito, enquanto vigorar a situação de Calamidade Pública os eventos do estado, o número de participantes não deve exceder 50, devendo ser rigorosamente observado o protocolo sanitário, salvo em casos em que a sua aplicação justificar ou ampliação de pessoal justificar que seja de interesse supremo do Estado, porque pode haver emergência e nós não sabemos o que pode acontecer, mais isso tem que ser devidamente autorizado. Nono, fica adiada a retoma das aulas presenciais em todas as instituições de ensino, digo pré-primário, primário, secundário, ensino técnico-profissional e ensino superior, no período de 30 dias, em todo o país. Décimo, o adiamento da retoma das aulas presenciais não abrange a observância do calendário dos exames que estão em curso; parece que até fim-de-semana, ou sábado, terminam os exames. Esses exames continuam e terminam, preparam-se os estudantes e são grupos devidamente conhecidos. Onze, as instituições bancárias devem assegurar que os seus utentes cumpram com as regras de distanciamento exigidas, com as marcações necessárias e a higienização permanente dos seus balcões, ATMs, devendo garantir mecanismos de desinfecção automáticos. É preciso marcar onde as pessoas vão parar” frisou.

 Filipe Nyusi referiu também que o Governo vai aumentar a capacidade de internamento para responder ao aumento dos casos da Covid-19.

Disse ainda que o governo está a levar a cabo uma série de medidas económicas para mitigar os efeitos da pandemia.

“A nível do governo, está em curso várias acções como por exemplo, o aumento da capacidade de internamento na cidade de Maputo com a reabilitação de infra-estruturas para a colocação de 320 camas adicionais no Hospital Geral de Mavalane, medidas especiais para profissionais da saúde, visando garantir a protecção deste grupo, designadamente, o reforço da disponibilidade de equipamento de protecção individual para todo os profissionais de saúde em função do nível de risco de contaminação e redução de procedimentos médicos com alto risco de transmissão da covid-19. Implementação de medidas de rastreio diário, de apoio psicológico a todos os profissionais de saúde, incluindo testagem na zona de alta transmissão. A aplicação de tele trabalho para profissionais de saúde em elevado risco para formas graves de covid-19. Priorização dos profissionais de saúde para a administração da vacina. Contratação de recursos humanos nacionais e estrangeiros para aumentar a nossa capacidade de assistência médica no Serviço Nacional de Saúde, disponibilização coordenada e atempada de vacinas para os grupos prioritários, tendo concluído os processos conducentes, a introdução de vacina para a imunização do nosso povo, a iniciativa Covax, que falei da outra vez, que irá cobrir 20 % da população do país mas adicionalmente está na fase de mobilização de recursos financeiros, numa fase adiantada e interagir com outros parceiros para pedir mais doses de vacinas de forma a abarcar a maior parte da população, tendo como ponto de partida o pessoal de saúde e o pessoal de risco de contágio pela Covid-19. Normalmente o estilo de trabalho que tenho usado não é anunciar intenções ou vontades, prefiro vir anunciar soluções”, disse. (RM)

Pesquisar

Últimas Notícias

Rádio Moçambique

Rua da Rádio N 2, P.O.Box 2000 | Rádio Moçambique, EP
Email: info@rm.co.mzFixo: +258 21 42 99 08Fax: +258 21 42 98 26
Subscreva agora

Bem-vindo ao nosso Centro de Subscrição de Newsletters Informativos. Subscreva no formulário abaixo para receber as últimas notícias e actualizações da Rádio Moçambique.

Instale a nossa App

crosschevron-down linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram