Presidente da África do Sul nega ter atrasado relatório sobre corrupção

Publicado: 21/06/2022, 21:54
Categoria:

A Presidência sul-africana nega qualquer interferência de Cyril Ramaphosa no trabalho da comissão que investigou a captura do estado, durante o consulado de Jacob Zuma.

O posicionamento da Presidência surge em reposta a alegações, de alguns partidos políticos na oposição, de que Ramaphosa estaria por detrás dos dois adiamentos da entrega do quinto e último volume do relatório da comissão Zondo.

O comunicado distribuído por Pretória visa, citamos, evitar qualquer confusão ou mal-entendido sobre o assunto.

A Presidência esclarece que até as vinte e três horas de ontem, não tinha recebido qualquer forma de cópia do quinto volume do relatório.

Esta parte do relatório, deveria ter sido entregue ao Presidente no passado dia quinze, mas de acordo com o comunicado, tal não foi possível a pedido da comissão de inquérito.

A Presidência sul-africana diz também que Cyril Ramaphosa não recebeu a cópia electrónica do relatório, na noite de domingo, tal como estava inicialmente previsto.

A nota que temos vindo a citar confirma que, na manhã desta segunda-feira, o presidente Ramaphosa e o juiz Zondo falaram via telefone. Na conversa, Zondo teria prometido concluir o relatório, mas não a tempo de entregá-lo na mesma segunda-feira.

A Presidência diz que o relatório só poder ser entregue após a sua conclusão. É daqui que foi marcada, provisoriamente, para esta quarta-feira, a realização da cerimónia de entrega do relatório da comissão que investigou a captura do estado sul-africano.

O próprio juiz Zondo também emitiu um comunicado, esta terça-feira, no qual esclarece que o presidente Ramaphosa nunca interferiu nos trabalhos da comissão.

Vários partidos na oposição, com destaque para a Aliança Democrática, vieram ligar os adiamentos a supostas interferências do presidente Ramaphosa, que está a ser investigado por alegadamente ter ocultado um roubo, na sua fazenda de Phala Phala.

A quinta e última parte do extenso relatório aborda como a captura do estado se fez sentir nos Serviços secretos da África do Sul, na estação de rádio e televisão SABC e como a família Gupta usou indevidamente o Aeroporto militar, localizado em Pretória. ( RM)

Tags: ,,,

Pesquisar

Últimas Notícias

Rádio Moçambique

Rua da Rádio N 2, P.O.Box 2000 | Rádio Moçambique, EP
Email: info@rm.co.mzFixo: +258 21 42 99 08Fax: +258 21 42 98 26
Subscreva agora

Bem-vindo ao nosso Centro de Subscrição de Newsletters Informativos. Subscreva no formulário abaixo para receber as últimas notícias e actualizações da Rádio Moçambique.

Instale a nossa App

crosschevron-down linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram