Ramaphosa declara luto nacional para "ex-vice-presidente" FW de Klerk

Publicado: 16/11/2021, 20:15
Categoria:

O Presidente da África do Sul, Cyril Ramaphosa, declarou cinco dias de luto nacional com a bandeira a meia haste, em homenagem ao "ex-vice-presidente" sul-africano Frederick W. de Klerk, foi hoje anunciado.

A Presidência da República sul-africana disse, em comunicado, que o Presidente Ramaphosa, que preside também ao ANC (Congresso Nacional Africano), no poder desde 1994, declarou o período de luto em homenagem ao antigo chefe de Estado sul-africano, referindo-se a Frederick W. De Klerk como "ex-vice-presidente" do país.
"O Presidente Cyril Ramaphosa declarou que a bandeira nacional seja hasteada a meio mastro em sinal de respeito ao ex-vice-presidente FW de Klerk", adiantou a nota.
"O ex-vice-presidente faleceu na quinta-feira, 11 de Novembro de 2021, após doença prolongada. Ele tinha 85 anos", referiu o comunicado, divulgado hoje no sítio oficial de internet da Presidência da República sul-africana.
O comunicado indica que "a bandeira nacional sul-africana será hasteada a meio mastro, do pôr do sol de quarta-feira, 17, até à noite de domingo, 21 de Novembro".
"O Governo realizará futuramente um serviço fúnebre de Estado em memória de De Klerk", adiantou a nota, sem avançar detalhes.
"O Governo consultou a família De Klerk e a Fundação FW de Klerk como parte da preparação deste evento em que vão participar líderes governamentais, líderes de partidos políticos e representantes da sociedade civil", concluiu a Presidência da República sul-africana.
A Fundação FW de Klerk anunciou que o funeral de De Klerk será realizado no domingo, 21 de Novembro, numa "cerimónia privada para membros da família".
De Klerk morreu após uma batalha contra o cancro na sua casa, na zona de Fresnaye, na Cidade do Cabo, segundo um porta-voz da Fundação F.W. de Klerk.
O antigo Presidente sul-africano Frederik W. de Klerk (1989-1994), o último chefe de Estado da era do 'apartheid' da África do Sul, morreu na passada quinta-feira na Cidade do Cabo aos 85 anos, vítima de cancro.
De 1994 a Junho de 1996, De Klerk também desempenhou o cargo de 2º vice-presidente no Governo de Unidade Nacional, liderado por Nelson Mandela, em que Thabo Mbeki, o sucessor de Mandela, era o 1º vice-presidente da República.
Foi de Klerk, que partilhou o Prémio Nobel da Paz com Nelson Mandela, que, num discurso proferido no parlamento da África do Sul no dia 02 de Fevereiro de 1990, anunciou que aquele que viria a ser o primeiro Presidente negro da África do Sul, Nelson Mandela, seria libertado da prisão após 27 anos de cativeiro (RM /NMinuto)

Pesquisar

Últimas Notícias

Rádio Moçambique

Rua da Rádio N 2, P.O.Box 2000 | Rádio Moçambique, EP
Email: info@rm.co.mzFixo: +258 21 42 99 08Fax: +258 21 42 98 26
Subscreva agora

Bem-vindo ao nosso Centro de Subscrição de Newsletters Informativos. Subscreva no formulário abaixo para receber as últimas notícias e actualizações da Rádio Moçambique.

Instale a nossa App

crosschevron-down linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram