RM de luto: Morreu jornalista reformado Edmundo Galiza Matos

Publicado: 14/06/2021, 8:17
Categoria:

Morreu, este domingo, na cidade de Maputo, vítima de doença, Edmundo Galiza Matos, jornalista reformado da Rádio Moçambique.

 

Segundo uma fonte familiar, Galiza Matos estava hospitalizado na unidade de cuidados intensivos no Hospital Central de Maputo, sofrendo de doença grave.

Edmundo Galiza Matos nasceu em 11 de Agosto de 1954 no distrito de Inharrime, província de Inhambane e cresceu na província de Cabo Delgado, onde iniciou a carreira de jornalista em Junho de 1975, no então Emissor Regional de Porto Amélia, actual Pemba.

É designado, em 1980, delegado no Emissor Provincial de Nampula, cargo que desempenhou até 1986.

Além de funções administrativas, Edmundo Galiza Matos integrou a Redacção local, fazendo também coberturas jornalísticas, em particular as grandes reportagens.

Transferido em 1986 para a sede da Rádio Moçambique, em Maputo, Edmundo Galiza Matos integrou a Redacção Central durante 24 anos, ininterruptamente. Terminou a carreira em 2010 como Editor-Sénior.

Durante o seu percurso profissional, na cidade de Maputo, Edmundo Galiza Matos, figura incontornável na história do jornalismo radiofónico, destacou-se como repórter e editor de jornais.

Em 2015 deixa a vida activa do jornalismo e passa para a reforma.

“Comecei o jornalismo numa região do país, onde não havia tradição de jornalismo tanto que tal, na cidade de Pemba. Havia o único órgão de comunicação social que era o emissor regional de Porto-Amélia, actual Pemba e não tinha jornalistas. Posso dizer que sou um dos primeiros jornalistas que aparece naquela cidade nesta profissão. O emissor regional que era o único órgão de comunicação social não tinha jornalistas. Limitava-se pura e simplesmente a retransmitir os noticiários do Rádio Clube de Moçambique e em termos de informação de utilidade local era muito escassa. Era mais anúncios necrológicos e não ia mais do que isso. Portanto, eu e os outros como Mahomed Galibo, por exemplo, fomos os primeiros a trabalhar na área de jornalismo, a produzir noticiários para aquele que viria a ser o emissor provincial de Cabo Delgado. Portanto, não havia essa tradição de jornalismo, não tínhamos jornalistas como tal, como acontecia em Lourenço Marques e na cidade da Beira” disse Galiza Matos numa entrevista concedida o ano passado.

Edmundo Galiza Matos deixa viúva e dois filhos.

A Rádio Moçambique endereça sentidas condolências à família enlutada. (RM)

Pesquisar

Últimas Notícias

Rádio Moçambique

Rua da Rádio N 2, P.O.Box 2000 | Rádio Moçambique, EP
Email: info@rm.co.mzFixo: +258 21 42 99 08Fax: +258 21 42 98 26
Subscreva agora

Bem-vindo ao nosso Centro de Subscrição de Newsletters Informativos. Subscreva no formulário abaixo para receber as últimas notícias e actualizações da Rádio Moçambique.

Instale a nossa App

crosschevron-down linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram