Print this page

Tete necessita mais de 300 milhões de meticais para fazer face as calamidades naturais

Published in Breves
segunda, 19 outubro 2020 22:52

A província de Tete necessita mais de trezentos milhões de meticais para fazer face as calamidades naturais e eventos extremos, na presente época chuvosa.

 

O montante será aplicado, no alívio do sofrimento de cerca cento e noventa mil famílias, que eventualmente, poderão ser assoladas pelas inundações, cheias, ciclones, chuvas e estiagem.

Os cenários calamitosos, constam do Plano de Contingência, da presente época chuvosa, 2020/2011, aprovado esta segunda-feira, no primeiro conselho de coordenação provincial, que decorreu na cidade de Moatize.

Segundo o delegado provincial do INGC, estima-se que os distritos de Mutarara, Doa, Moatize, Changara, Marara, Cahora - Bassa, bem como Mágoe, Marávia e Zumbo, sejam assolados por cheias e ou inundações.

Joaquim Curipa, afirmou ainda que as regiões planálticas de Angónia, Tsangano e Macanga, podem ser fustigadas, por chuva intensa acompanhada de ventos fortes.

A fonte explicou que para situações de resgate, estão disponíveis, algumas embarcações a motor, nos distritos situados ao longo da bacia hidrográfica do Zambeze. ( RM Tete)

Read 140 times