×

Alerta

Falha ao carregar ficheiro XML
Economia

Economia (645)

Na província de Tete, cerca de duzentas pequenas e médias empresas deixaram de exercer as suas actividades devido aos efeitos da pandemia da Covid-19.

O governo vai investir, até 2030, cerca de 56 mil milhões de meticais, para desenvolver o sector da aquacultura, em sete províncias do país.

Mais de mil jovens vão beneficiar de uma formação no estrangeiro, com vista a responder às exigências técnicas para integrar o projecto de exploração de gás natural da Área 1, da Bacia do Rovuma, em Cabo Delgado.

O Ministro das Obras Públicas, Habitação e Recursos Hídricos diz que o país está a perder muito dinheiro por conta da má qualidade das obras públicas.

As Alfândegas de Moçambique estão a adoptar novas estratégias de actuação para o combate ao contrabando de mercadorias.

A empresa Caminhos de Ferro de Moçambique-Centro está a aplicar cerca de cinquenta milhões de meticais na reabilitação do Terminal de petróleo do Porto da Beira, danificado pelo ciclone Idai.

A empresa Cimentos de Moçambique diz não haver espaço para redução da mão-de-obra naquela unidade fabril por conta dos efeitos da pandemia da Covid-19.

A província de Nampula regista uma redução de colecta de impostos, quando comparado com igual período do ano passado.

Mais de mil seiscentas e quarenta toneladas de algodão carroço serão comercializadas em Sofala durante a campanha de comercialização lançada esta sexta-feira a escala nacional.

O Presidente da República, Filipe Nyusi, reitera que o governo tem como estratégia o combate ao Covid-19 abrindo a economia, para tornar sustentável a gestão da resposta à pandemia.

Pág. 1 de 47

Escolha do editor

Publicidade

Contacto

Direcção de Informação: email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.; Fixo 21 42 99 08, Fax 21 42 98 26 | Rua da Radio N 2, P.O.Box 2000 | Rádio Moçambique, EP

Conecte-se Connosco