Síria: Bachar al-Assad reeleito para quarto mandato como Presidente

Publicado: 28/05/2021, 6:30
Categoria:

O presidente sírio, Bachar al-Assad, foi reeleito esta quinta-feira, como esperado, para um quarto mandato, em escrutínio realizado nas regiões controladas pelo governo, num país em situação de marasmo económico e devastado por uma década de guerra.

Durante uma conferência de imprensa nocturna, o presidente do parlamento, Hammoud Sabbagha, anunciou que Al-Assad tinha sido reeleito com 95,1% dos votos.
Segundo Sabbagha, participaram no escrutínio 14,2 milhões de pessoas, de um universo teórico de 18,1 milhões, o que dá uma taxa de participação de 76,64%.
Também participaram nas eleições o ex-ministro e deputado Abdallah Salloum Abdallah e um membro da oposição tolerada pelo regime, Mahmoud Marei, que registaram respectivamente 1,5% e 3,3% de votos.
Instalado no cargo em 2020, sucedendo ao seu pai, Hafez, falecido após 30 anos de poder sem partilha, Al-Assad criticou na quarta-feira os ocidentais, com Washington e Bruxelas a considerarem que a eleição não tinha sido livre.
Em Damasco, milhares de apoiantes de Bachar al-Assad manifestaram-se, agitando bandeiras sírias e fotografias do reeleito, gritando 'slogans' em sua honra e dançando.
Esta foi a segunda eleição presidencial desde o início, em 2011, de uma guerra devastadora, que envolve diversos beligerantes e potências estrangeiras. Nascido da repressão de manifestantes pró democracia, o conflito já causou mais de 388 mil mortos.
No país com as infra-estruturas em ruínas, Bachar al-Assad apresentou-se como o homem da reconstrução, depois de ter somado vitórias militares desde 2015, graças ao apoio dos seus aliados, a Federação Russa e o Irão, recuperando o controlo sobre dois terços do território.
As regiões autónomas curdas do Nordeste ignoraram o escrutínio, tal como o grande bastião oposicionista de Idlib, no Noroeste, que conta com cerca de três milhões de habitantes.
Washington e várias potências europeias já tinham condenado o escrutínio na véspera da sua realização, considerando que não ia ser "nem livre nem justo". A oposição falou em "encenação". Al-Assad retorquiu: "As vossas opiniões não valem nada". (RM /NMInuto)

 

Pesquisar

Últimas Notícias

Rádio Moçambique

Rua da Rádio N 2, P.O.Box 2000 | Rádio Moçambique, EP
Email: info@rm.co.mzFixo: +258 21 42 99 08Fax: +258 21 42 98 26
Subscreva agora

Bem-vindo ao nosso Centro de Subscrição de Newsletters Informativos. Subscreva no formulário abaixo para receber as últimas notícias e actualizações da Rádio Moçambique.

Instale a nossa App

crosschevron-down linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram