Sofala: Tribunal condena 3 réus a 30 anos de prisão por assassinato a cidadã portuguesa

Publicado: 06/05/2021, 20:06
Categoria:

O Tribunal Judicial da província de Sofala condenou, esta quinta-feira, a trinta anos de prisão os três arguidos no processo de assassinato de Inês Bota, cidadã de nacionalidade portuguesa, cujo corpo foi encontrado no rio Púngoè, em 2017.

 

Na sentença, o Tribunal justifica que ficou provado que Danilo Lampião, Jonas Maíta e Isaías Manjate, estre último foragido, raptaram assaltaram e mataram a vítima, que era gerente de uma empresa na cidade da Beira.

 O juiz da causa sublinha a forma fria e cruel como os arguidos cometeram o crime referindo-se ao facto de a mulher ter sido atirada ainda viva ao rio, com os pés e braços amarrados atados, acabando por morrer afogada.

A defesa da família de Inês Bota considera que foi feita a justiça, ao passo que os advogados dos réus, preferem para já remeter a reacção para mais tarde. (RM)

Pesquisar

Últimas Notícias

Rádio Moçambique

Rua da Rádio N 2, P.O.Box 2000 | Rádio Moçambique, EP
Email: info@rm.co.mzFixo: +258 21 42 99 08Fax: +258 21 42 98 26
Subscreva agora

Bem-vindo ao nosso Centro de Subscrição de Newsletters Informativos. Subscreva no formulário abaixo para receber as últimas notícias e actualizações da Rádio Moçambique.

Instale a nossa App

crosschevron-down linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram