Talibãs ocupam zona perto de Kandahar, a 2.ª maior cidade do Afeganistão

Publicado: 04/07/2021, 20:36
Categoria:

Forças talibãs ocuparam hoje o distrito-chave de Panjwai, no seu antigo bastião da província meridional de Kandahar, após combates nocturnos contra as forças afegãs, anunciaram as autoridades locais, numa ofensiva que acontece quando decorre a retirada das tropas norte-americanas.

Situada a uma quinzena de quilómetros da cidade de Kandahar, a capital da província com o mesmo nome, Panjwai foi durante muito tempo território talibã e palco de fortes combates entre rebeldes e tropas da NATO (Organização do Tratado do Atlântico Norte, no acrónimo inglês).
Desde que os Estados Unidos iniciaram, no passado dia 01 de maio, o repatriamento dos seus soldados após 20 anos de guerra no Afeganistão, os talibãs intensificaram as suas ofensivas contra as forças afegãs para assumirem o controlo das zonas rurais do país.
A tomada de Panjwai pelos talibãs acontece dois dias depois da partida das tropas norte-americanas e da NATO da base de Bagram, situada a 50 quilómetros a norte de Cabul e centro nevrálgico das operações da coligação contra os talibãs nos últimos 20 anos.
Segundo o governador do distrito de Panjwai, Hasti Mohammad, talibãs e forças afegãs confrontaram-se durante a noite, tendo estas deixado a zona.
"Os talibãs ocuparam o quartel-general da polícia no distrito e o edifício do governo", disse Mohammad à agência France-Presse (AFP).
O presidente do conselho provincial de Kandahar, Jan Khakriwal, confirmou a queda de Panjwai, acusando as forças afegãs, "em número suficiente", de se terem "retirado intencionalmente", acrescenta a AFP.
Kandahar é a província de origem dos talibãs, os quais tomaram o poder no Afeganistão em 1996, instaurando um regime islâmico ultra fundamentalista antes de serem derrubados em 2001 por uma coligação liderada pelos Estados Unidos, na sequência dos atentados do 11 de Setembro.
Os combates recrudesceram nas últimas semanas em várias províncias afegãs e os talibãs afirmam controlar uma centena de distritos dos perto de 400 existentes no país.
As autoridades afegãs contestam este número, mas admitem que as forças governamentais se retiraram de alguns distritos, sendo difícil verificar a situação no terreno de forma independente.
A retirada das forças estrangeiras de Bagram e a curto prazo do Afeganistão levam a recear que o exército afegão não consiga fazer frente aos talibãs sem o apoio aéreo até aqui fornecido pelas forças norte-americanas.(RM /NMinuto)

Pesquisar

Últimas Notícias

Rádio Moçambique

Rua da Rádio N 2, P.O.Box 2000 | Rádio Moçambique, EP
Email: info@rm.co.mzFixo: +258 21 42 99 08Fax: +258 21 42 98 26
Subscreva agora

Bem-vindo ao nosso Centro de Subscrição de Newsletters Informativos. Subscreva no formulário abaixo para receber as últimas notícias e actualizações da Rádio Moçambique.

Instale a nossa App

crosschevron-down linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram