Texas retoma execuções adiadas devido à pandemia da Covid-19

Publicado: 01/07/2021, 7:43
Categoria:

O estado norte-americano do Texas (sul) executou, esta quarta-feira, um homem condenado por um triplo homicídio e que cuja execução tinha sido a primeira a ser adiada por causa da pandemia da Covid-19.

John Hummel, de 45 anos, recebeu uma injecção letal na penitenciária de Huntsville e foi declarado morto às 18h49 (1h49 em Maputo).
Em 2009, Hummel matou à facada a mulher, grávida na altura, e o sogro, e depois espancou a filha de 5 anos até à morte com um taco de basebol, antes de atear fogo à casa da família, em Fort Worth, no sul dos Estados Unidos.
De acordo com a acusação, Hummel queria começar uma nova vida com outra mulher.
A execução estava prevista para 17 de Março de 2020, mas um tribunal de recurso decidiu adiar "à luz da crise sanitária", por exigir "enormes recursos", como dezenas de guardas prisionais, advogados e testemunhas, o que poderia resultar num contágio alargado com Covid-19.
Como resultado, todas as execuções no país foram suspensas durante meses.
Estado norte-americano com o maior número de execuções, o Texas retomou a aplicação da pena capital em 19 de maio com Quintin Jones, um afro-americano condenado à morte pelo homicídio da avó.
Com excepção do Texas, o Governo federal realizou, desde o início do ano, três execuções, pouco antes do fim do mandato do então Presidente republicano, Donald Trump.(RM /NMinuto)

Pesquisar

Últimas Notícias

Rádio Moçambique

Rua da Rádio N 2, P.O.Box 2000 | Rádio Moçambique, EP
Email: info@rm.co.mzFixo: +258 21 42 99 08Fax: +258 21 42 98 26
Subscreva agora

Bem-vindo ao nosso Centro de Subscrição de Newsletters Informativos. Subscreva no formulário abaixo para receber as últimas notícias e actualizações da Rádio Moçambique.

Instale a nossa App

crosschevron-down linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram